Mundial ou Mundialito?



Sempre que vai começar o Mundial de Clubes uma discussão vem à reboque: é Mundial ou Mundialito? Os europeus se preocupam ou não com a competição?

Morando há dois anos na Europa e presente nas duas últimas edições do Mundial, com Real Madrid e Barcelona presentes, dou a minha sensação: eles não se importam, e Mundial e Mundialito são a mesma coisa.

O termo no diminutivo é atribuído não como menosprezo, mas para diferenciar do outro. Na Espanha não existe o nome “Copa do Mundo” e por isso Mundial é atribuído ao torneio de seleções e Mundialito para o campeonato de clubes.

Chamar de Mundialito não é desmerecer, mas basta ver o tamanho da festa ou da repercussão na imprensa para se ter ideia do tamanho do torneio para os europeus. O Mundial de Clubes se assemelha a uma Supercopa – mas se o duelo da Supercopa tiver rivalidade, o Mundial passa a valer menos que ela.

Este ano eram 4.000 colombianos no Japão, no ano passado 20 mil argentinos, números parecidos ao de corintianos em 2012. Já os torcedores do Real Madrid não passavam de 500, os do Barcelona mal chegaram aos 1.000 em 2015.

Os clubes querem usar o escudo da FIFA e vencer um título para terminar o ano bem. No entanto vencer o Mundial não chega perto de salvar a temporada de um europeu, enquanto é a máxima glória para um time da América do Sul.



MaisRecentes

Modric ganha o prêmio que deveria ser de Salah e Cristiano perde duas vezes



Continue Lendo

Sinal amarelo para Barcelona, Tottenham, Liverpool, PSG e United na Champions



Continue Lendo

A importância da confiança e dos gols de Lucas Moura



Continue Lendo