Com novo recurso, árbitro principal deixará de estar no campo



O recurso de vídeo foi utilizado em caráter de testes no Mundial de Clubes e ainda gera mais dúvidas do que certezas. Os dois lances que precisaram do vídeo para serem esclarecidos foram aprovados, mas a polêmica segue.

O lance na partida entre Atlético Nacional e Kashima Antlers teve decisão correta: o jogador em posição de impedimento pode sofrer falta sem participar do lance e ela deve ser marcada. No jogo do Real Madrid, um erro de comunicação (o áudio da cabine não deveria ter vazado para o árbitro de campo) gerou a confusão.

Ainda assim, as dúvidas persistem: qual é o árbitro mais importante hoje? O do vídeo ou o do campo? Quem tem o apito ficará a espera dos que têm as imagens para as decisões mais importantes da partida: pênaltis, expulsões ou lances de gol. Ou seja, qualquer erro humano poderá ser corrigido pelo vídeo – o que é bom -, mas não será quem está exposto no campo que tomará as decisões mais difíceis.

Gianni Infantino, presidente da FIFA, se mostrou extremamente satisfeito com os resultados e promete levar o recurso para o mundial da Rússia em 2018. Há quem diga, nos bastidores, que o novo presidente quer deixar sua marca na entidade e está atropelando etapas para isso.



MaisRecentes

Modric ganha o prêmio que deveria ser de Salah e Cristiano perde duas vezes



Continue Lendo

Sinal amarelo para Barcelona, Tottenham, Liverpool, PSG e United na Champions



Continue Lendo

A importância da confiança e dos gols de Lucas Moura



Continue Lendo