A fase de Neymar: três gols decisivos pelo Barcelona em 2016



O Barcelona jogou mal e empatou com o Málaga no sábado. Sem Suárez e Messi esperava-se que Neymar tomasse as rédeas do confronto e liderasse o Barcelona. Isso quase aconteceu no segundo tempo quando o brasileiro passou a jogar um pouco melhor, gerou uma expulsão e criou algumas boas oportunidades. Muito pouco para quem deveria liderar. Rafinha foi o melhor enquanto esteve em campo e depois Piqué passou a ser a referência da equipe.

Neymar tem apenas um gol nos últimos sete jogos pelo Barcelona. Depois de 14 jogos marcou apenas seis, um desempenho bem abaixo do seu normal. Na temporada passada já eram 13 gols a essas alturas, 12 gols em 2014-15. Apenas na sua primeira temporada tinha números piores com 5 gols até 20 de novembro.

Pior do que a ausência de gols, é a ausência de gols importantes. Como lembrou o @MarceloManoel no twitter, em 2016 inteiro Neymar só mudou o resultado de um jogo, com gols, em três jogos. E a última vez foi em março. Contra o Arsenal, o camisa 11 fez o primeiro gol em uma vitória por 3 a 1. Contra o Las Palmas fez o 2o em uma vitória de 2 a 1, quando o jogo estava empatado. E em janeiro fez o 0-2 de um jogo que iria terminar em 1-2 a favor do Barcelona contra o Athletic de Bilbao, em San Mamés.

Por mais que venha sendo importante com assistências e seja capaz de fazer jogadas bonitas, o Barcelona sente falta do Neymar determinante. Seus números em 2016 são muito inferiores aos de Messi e Suárez. Três gols decisivos, já no fim de novembro, falam por si só.

neymar-malaga-2016



MaisRecentes

O jogo, o recorde, o lateral; Real Madrid perde tudo contra o Bétis



Continue Lendo

Os três motivos da desconfiança sobre Paulinho e como o brasileiro tenta vencê-los



Continue Lendo

Oito eliminações seguidas. O importante é competir, Liverpool?



Continue Lendo