Blogs Lance!

Laguna Olímpico

Sem TV, YouTube salva fãs de handebol para acompanhar Mundial masculino



Os fãs brasileiros de handebol tiveram uma péssima notícia nesta quinta-feira (10), dia de abertura do Mundial masculino da modalidade, que acontece na Alemanha e Dinamarca. Sem acordo com a IHF (Federação Internacional de Handebol), as TVs brasileiras não transmitirão o evento. Por isso, só mesmo pelo YouTube é que os torcedores poderão acompanhar os jogos do Brasil e de outras seleções.

A IHF promete transmitir as partidas no site do Mundial, onde também haverá opção de acompanhar pelo YouTube.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga

A seleção masculina estreia nesta sexta-feira (11), a partir das 17h30 (horário de Brasília, contra a França, em Berlim (ALE). A partida é válida pelo Grupo A do torneio, considerado o mais complicado do torneio. Além dos franceses, atuais campeões mundiais, o Brasil terá que encarar a Alemanha (dia 12), Sérvia (14), Rússia (15) e Coreia (17). Apenas os três primeiros de cada chave avançarão para a segunda fase.

O Brasil tem como objetivo buscar sua melhor campanha na história dos Mundiais. Até hoje, a melhor participação foi um 13º lugar no Mundial de 2013, na Espanha.

Confira a galeria do Mundial masculino de handebol

A informação de que não haverá transmissão pelos canais esportivos do Brasil causaram uma espécie de comoção entre os fãs do handebol no país. A CBHb (Confederação Brasileira de Handebol), que vinha sendo cobrada pelas redes sociais sobre a transmissão, precisou fazer um comunicado via Facebook para explicar a situação.

Veja a nota da CBHb sobre a questão da transmissão do Mundial masculino:

A notícia revoltou os torcedores, como é possível conferir nos comentários do post da CBHb. Alguns até lembraram que a Argentina transmite o torneio em três canais. A verdade é que a IHF cobrou um valor considerado alto demais pelas TVs esportivas do Brasil e por isso o acordo não foi possível. Com isso, a estreia desta sexta-feira terá que ser acompanhada pelo YouTube.

A  primeira rodada, nesta quinta-feira (10), foi marcada pela realização de dois jogos. A principal atração foi a estreia da equipe unificada da Coreia contra a Alemanha, que não ligou para o aspecto diplomático e venceu sem dó por 30 a 19. Em Copenhague, a Dinamarca – que também organiza o Mundial -, teve uma vitória ainda mais fácil, marcando 39 a 16 no Chile.

VEJA TAMBÉM:

Em ‘grupo da morte’, Brasil sonha com campanha inédita no Mundial de handebol 
Time unificado da Coreia fará jogo de abertura do Mundial de handebol 
Após quase 30 anos, cartola do handebol é afastado da confederação brasileira



MaisRecentes

Handebol brasileiro muda de patamar com 9º lugar no Mundial



Continue Lendo

Wada surpreende ao adotar solução política e evitar punição à Rússia



Continue Lendo

Autor

Marcelo Laguna

É jornalista desde 1984, quando fez a cobertura dos Jogos Olímpicos de Los Angeles dos estúdios da Rádio Gazeta, em São Paulo. Desde então, participou da cobertura de todas as Olimpíadas, sendo quatro delas “in loco”: Atlanta 1996, Sydney 2000, Londres 2012 e Rio 2016. Cobriu também dois Jogos Pan-Americanos (1995 e 1999) e diversos Mundiais de basquete e outras competições de esportes olímpicos. Fez parte do grupo fundador do Lance!, onde trabalhou como editor entre 1997 e 2000 e entre 2015 e 2016. Trabalhou também na revista Placar, Gazeta Esportiva, Diário Popular, site SportsJá!, portal iG, Diário de São Paulo e Folha de S. Paulo

mlaguna63@gmail.com

@MarceloLaguna