Comitê da Wada recomenda punição e Rússia pode ser excluída de Tóquio



Comitê de Conformidade da Wada recomenda “forte punição” à agência russa antidoping (Crédito: AFP)

A próxima reunião do comitê executivo da Wada (Agência Mundial Antidoping), prevista para 9 de dezembro, em Paris, pode trazer péssimas notícias para a Rússia. A mais grave delas, até mesmo o banimento completo do país da Olimpíada de Tóquio-2020.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga

Nesta sexta-feira (22), o Comitê de Revisão de Conformidade (CRC) divulgou uma nota, no site da Wada, na qual faz uma recomendação para que seja feita uma notificação à Rusada, a agência russa antidopagem. Os detalhes não foram divulgados, mas o CRC não ficou satisfeito com as explicações russas a respeito da suspeita de manipulação de dados do laboratório de Moscou, recolhidos em janeiro deste ano.

O CRC sugere “sérias consequências de acordo com o Padrão Internacional para Conformidade de Códigos pelos Signatários”. O CRC alega que deu a oportunidade “à Rusada e ao Ministério do Esporte para darem as explicações necessárias desde 17 de setembro.

Após ter sido duramente punida na Olimpíada Rio 2016 e banida completamente na Paralimpíada do Rio, já se especula que o Comitê Executivo da Wada sugira um banimento total dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio-2020.

VEJA TAMBÉM:

Wada surpreende ao adotar solução política e evitar punição à Rússia 
Wada precisa ser rigorosa com a cara de pau da Rússia 
Rússia menospreza combate ao doping ao impedir acesso da Wada em laboratório

Seria um castigo duríssimo para o esporte da Rússia, que tenta ainda recuperar a sua credibilidade. Tudo isso após ter sido descoberto um enorme esquema de doping, com apoio do próprio governo russo, em 2015.

Na Olimpíada do Rio, o COI (Comitê Olímpico Internacional) deixou a responsabilidade de punir ou não os atletas russos nas mãos de cada federação internacional. Já o IPC (Comitê Paralímpico Internacional) foi impiedoso e baniu a Rússia dos Jogos de 2016

No atletismo, esporte com maior número de casos positivos dos russos, a Iaaf (Associação das Federações Internacionais de Atletismo) até hoje não retirou a suspensão do país. Os atletas considerados limpos disputam as provas oficiais sob bandeira neutra.

Diante do que a Wada apresentará no dia 9, é difícil acreditar que passem o pano nas condutas antiéticas do esporte da Rússia.