Vôlei e vôlei de praia brilham em dia olímpico histórico para o Brasil



Jogadoras da Seleção Brasileira feminina comemoram o 12º título do Grand Prix (Crédito: FIVB)

Esta é para quem gosta de efemérides. O domingo dourado para o vôlei feminino e o vôlei de praia masculino acabou ocorrendo em um dia marcante para o Brasil na história das Olimpíadas. A conquista do 12º título do Grand Prix pela Seleção Brasileira feminina de vôlei, assim como o título mundial da dupla masculina Evandro e André Stein no vôlei de praia aconteceram em um dia duas medalhas de ouro olímpicas inesquecíveis.

Foi num 6 de agosto de 1984, na Olimpíada de Los Angeles, que Joaquim Cruz deixou o mundo impressionando com uma performance maravilhosa na final dos 800 m, deixando para trás o grande favorito da prova, o britânico Sebastian Coe. Foi a primeira medalha de ouro do atletismo brasileiro desde Adhemar Ferreira da Silva, no salto triplo, em Melbourne-1956.

Confira no vídeo como foi a maravilhosa prova de Joaquim Cruz em 1984:

No mesmo 6 de agosto, só que em 2012, uma outra medalha de ouro inesquecível. Na Olimpíada de Londres, pela primeira vez o Brasil ficou no lugar mais alto do pódio, com Artur Zanetti vencendo nas argolas. Uma nota excepcional (15.900), espantando os especialistas, embora o brasileiro já tivesse no currículo uma prata no Mundial 2011.

Veja como foi a conquista do ouro de Arthur Zanetti em 2012:

VEJA TAMBÉM:

Há 65 anos, Adhemar Ferreira da Silva mudou a história olímpica do Brasil 
Todas as medalhas do atletismo do Brasil na história das Olimpíadas 
Ginástica masculina muda de status com classificação para a Rio-2016 
‘Os campeões do passado construíram a história do judô brasileiro’, diz Tiago Camilo
Olga Korbut leiloa suas medalhas olímpicas
Com grana enxuta, atletismo brasileiro aposta em ‘meritocracia’ para Tóquio-2020
O dia em que o Brasil viveu uma noite de prata nas Olimpíadas de Los Angeles-1984
Rudisha vai atrás de novo ouro em Tóquio-2020. Conheça outros tricampeões no atletismo



MaisRecentes

Tradição brasileira no salto triplo mostra sua força em dose dupla



Continue Lendo

Com time principal, Brasil disputa Pan de judô por vagas em Lima-2019



Continue Lendo

Erica Sena assegura primeiro índice do Brasil no atletismo em Tóquio-2020



Continue Lendo