Vela do Brasil aposta em estrelas na largada para o ciclo de Tóquio-2020



A primeiras grande competição da vela para o ciclo olímpico até os Jogos de Tóquio-2020 começa nesta terça-feira, com o início da etapa de Miami da Copa do Mundo. A competição, organizada pela World Sailing (Federação Internacional de Vela) e que acontecerá no City of Miami Regatta Park, reunirá mais de 450 iatistas nas classes olímpicas da modalidade: 49er, 49er FX, RS:X, Nacra 17, Laser Radial, Finn e 470. As regatas de medalha estão previstas para sábado (28) e domingo (29).

O Brasil aposta em suas estrelas conhecidas na primeira grande competição da temporada 2017. A dupla de ouro na 49er FX na Rio-2016, Martine Grael e Kahena Kunze, chega embalada após a conquista do título no Miami Mid Winters, conquistado na semana passada.

Além delas, o Brasil também estará representado por outro nome de peso na história olímpica. Robert Scheidt, dono de cinco medalhas em Olimpíadas (duas delas de ouro), fará sua primeira prova na Copa do Mundo competindo pela 49er, ao lado de Gabriel Borges. No ano passado, Scheidt faturou o ouro competindo pela Laser.

VEJA TAMBÉM:

Menos dinheiro faz COB premiar competência com verbas das loterias 
Monocultura esportiva segue firme 
Rúgbi do Brasil inicia temporada de olho nos Jogos de Tóquio-2020 
O calendário 2017 do esporte olímpico

Outro que obteve o título na etapa de 2016 é Jorge Zariff, na classe Finn, que espera encontrar muita dificuldade para repetir o desempenho este ano. “Agora é outro momento, começo de temporada e de ciclo olímpico. Será o primeiro campeonato da Finn após a Olimpíada do Rio. Não será fácil repetir esse medalha”, declarou Zarif ao site oficial da CBVela (Confederação Brasileira de Vela).

A equipe brasileira que está em Miami para a etapa da Copa do Mundo terá os seguintes velejadores: Martine Grael e Kahena Kunze (49erFX); Robert Scheidt e Gabriel Borges (49er); Jorge Zarif (Finn); Bruno Fontes (Laser); Henrique Haddad e Breno Abdulklech (470 masculina); Gabriella Kidd (Laser Radial); e Bruna Martinelli (RS:X feminina).