Astro canadense desiste por lesão e facilita vida de Usain Bolt no Mundial



Velocista canadense Andre de Grasse sofreu uma contratura e não disputará o Mundial de Londres (Crédito: Divulgação/Associação Canadense de Atletismo)

O sonho do jamaicano Usain Bolt em se despedir do atletismo com mais uma medalha de ouro pode ter ficado mais próximo nesta quarta-feira. A Associação Canadense de Atletismo informou que o velocista Andre de Grasse está fora do Mundial de Londres, que começa nesta sexta-feira.

De Grasse, medalha de bronze nos 100 m e prata nos 200 m na Olimpíada Rio-2016, sofreu um estiramento na coxa durante um treinamento na última segunda-feira. Os médicos esperam 48h para realizar novos exames e ver se o canadense teria chance de se recuperar a tempo de disputar o Mundial. Nada feito.

“Em toda a temporada o meu foco era de disputar os 100 m em Londres. Estou na melhor forma física de minha carreira, animado em poder enfrentar os melhores do mundo nesta prova. Não ter esta oportunidade é inacreditável para mim, mas tenho que aceitar a realidade. Estou muito triste por perder esta oportunidade, nas sou jovem e retornarei melhor do que nunca nas próximas competições”, disse Andre de Grasse, pelo comunicado oficial da federação canadense.

Embora outros atletas tivessem obtido marcas melhores na temporada, como o americano Christian Coleman (9s82), o jamaicano Yohan Blake (9s90) e o sul-africano Akani Simbine (9s92), De Grasse estava entre os candidatos a impedir um novo triunfo de Bolt no Mundial.

Na Rio-2016, o canadense protagonizou uma cena curiosa durante a semifinal dos 200 m, quando forçou tanto o ritmo na chegada que provocou uma expressão de espanto de Usain Bolt (relembre abaixo).

Na semifinal dos 200 m na Rio-2016, Andre de Grasse deu um sufoco em Usain Bolt perto da chegada (Crédito: AFP)

O próprio astro jamaicano, em coletiva na última terça-feira, preferiu não apontar nenhum rival em especial para tentar superar em Londres.

Com certeza, os 100 m terão uma atração a menos sem a presença do ótimo Andre de Grasse.

VEJA TAMBÉM:

Aproveite enquanto pode: antes do adeus, Usain Bolt em dez frases 
O impacto da ausência de Thiago Braz no Mundial de atletismo 
O raio de Bolt se despede de sua torcida 
Com grana enxuta, atletismo brasileiro aposta em ‘meritocracia’ para Tóquio-2020