Conheça os locais de treinamento do Brasil para os Jogos de Tóquio-2020



No final de junho, o COB (Comitê Olímpico do Brasil) definiu quais serão suas bases de treinamento para Tóquio-2020. No contrato assinado com o comitê olímpico do Japão os dirigentes brasileiros acertaram seis locais de preparação. Em relação à Vila Olímpica, que ficará em Harumi, no bairro de Chuo, em Tóquio, as distâncias variam entre 5 km e 254 km.

A principal base de apoio  para o Time Brasil (forma como o COB chama a equipe olímpica do país) será na Universidade de Rikkyo, no bairro de Toshima, que está a 16,6 km da Vila. Ela será o principal local de treinamento para os brasileiros. Deverão passar por lá cerca de 120 atletas de dez modalidades. Outros locais de treino em Tóquio serão no bairro de Ota, a 18 km da Vila Olímpica, e Koto, bem pertinho, a somente 5 km de onde os brasileiros estarão hospedados. As modalidades que ficarão em cada local estão em fase final de definição e serão apresentadas de acordo com a classificação dos atletas para os Jogos.

Fora de Tóquio, foram escolhidas três cidades para treinamento da equipe brasileira. A mais distante delas será em Hamamatsu, localizada a 254 km da capital japonesa. Lá será o local de treinos do judô e da natação. A CBJ (Confederação Brasileira de Judô) já inclusive havia feito uma visita prévia em novembro de 2016. Em junho, inclusive, uma delegação de 19 atletas fez um período de treinos na cidade. A equipe de natação também fará em Hamamatsu sua aclimatação antes da Olimpíada.

As outras sedes de treinamento escolhidas fora de Tóquio são Enoshima (57,1 km da Vila) e Sagamihara (52,3 km). Embora não exista uma definição oficial, possivelmente a equipe da vela ficará em Enoshima, sede da modalidade em 2020. Já em Sagamihara deverão se preparar cerca de 90 atletas de oito modalidades.

MAIS SOBRE TÓQUIO-2020:

Com grana enxuta, atletismo brasileiro aposta em ‘meritocracia’ para Tóquio-2020 
Tóquio-2020 confirma Fukushima como uma das sedes do beisebol 
Eleição da mascote de Tóquio-2020 também terá participação do público 
As mudanças que vão revolucionar as Olimpíadas em 2020. mas para melhor? 



MaisRecentes

O incômodo silêncio dos atletas brasileiros



Continue Lendo

Hipismo ensaia novidades para Tóquio-2020. Até onde irá a revolução olímpica?



Continue Lendo

Saiba porquê o levantamento de peso corre risco de ser cortado das Olimpíadas



Continue Lendo