Trapalhada tática faz brasileiras perderem medalha na maratona aquática de Pequim



Seria uma daquelas medalhas que ninguém estaria esperando. Mas as brasileiras Poliana Okimoto e Ana Marcela Cunha, que por pouco não chegaram ao pódio da maratona aquática de 10km nos Jogos Olímpicos, acabaram fazendo uma lambança e ficaram sem medalhas. Desta forma, as mulheres brasileiras continuam sem ganhar medalha na natação.

Nos metros finais da prova, Ana Paula e Poliana começaram a apertar o ritmo e chegaram a dividir a terceira colocação. Mas por causa da briga doméstica, acabaram se distanciando e perderam terreno em relação às demais competidoras. No final, Ana Paula terminou em quinto lugar, enquanto Poliana acabou em sétimo.

“Uma atrapalhou a outra. Perdemos o vácuo no final. Poderíamos ter chegado mais perto”, lamentou Poliana. “Foi uma falta de visão nossa, uma querendo ficar na frente da outra, e acabamos perdendo o grupo”, rebateu Ana Marcela.

A medalha de ouro ficou com a russa Larisa Ilchenko, seguida pelas britânicas Keri-Anne Payne (prata) e Cassandra Patten (bronze).

Crédito: Alaor Filho/Divulgação COB



MaisRecentes

Hipismo ensaia novidades para Tóquio-2020. Até onde irá a revolução olímpica?



Continue Lendo

Saiba porquê o levantamento de peso corre risco de ser cortado das Olimpíadas



Continue Lendo

Ciclistas olímpicos brasileiros participam de festival em São Paulo



Continue Lendo