Tóquio 2020 divulga lista final de candidatos a entrar no programa olímpico. Até o surfe tem chance



logo_Toquio 2020

Na madrugada desta segunda-feira, manhã no Japão, foi anunciada a lista final de oito modalidades que tentarão uma vaga no programa esportivo dos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio. As federações internacionais das respectivas modalidades terão agora um  prazo até 22 de julho para submeter mais detalhes ao comitê organizador dos Jogos antes da apresentação que cada uma delas fará em Tóquio, nos dias 7 e 8 de agosto. Uma lista prévia de 26 esportes fizeram solicitação para inclusão no programa esportivo, onde até o cabo de guerra, antigo esporte olímpico, tentava retornar ao evento.

A lista final trouxe os favoritos beisebol/softbol e incluí ainda o caratê, wushu (arte marcial), squash, escalada esportiva, esportes sobre patins, boliche e surfe. Os cinco primeiros já tinham tentado a inclusão no programa olímpico em 2013, quando por pouco a luta olímpica não foi excluída.

>>> E mais: Beisebol tem sinal verde dos cartolas para voltar nas Olimpíadas de 2020

Os organizadores de Tóquio 2020 poderão optar por colocar uma ou duas novas modalidades no programa esportivo, atendendo assim a um dos pontos da Agenda 20m + 20, lançada pelo COI (Comitê Olímpico Internacional) com o objetivo de modernizar os Jogos Olímpicos e neste caso, atrair mais o público jovem, além de colocar modalidades esportivas mais atraentes para o país que receberá o mega-evento.

A grande surpresa na lista das modalidades extras foi a inclusão do surfe, graças a uma intensa campanha de marketing nos últimos anos. O esporte que aparentemente demonstra ter menos chances é o boliche, embora tenha aumentado um pouco sua popularidade com a presença em outros eventos multi-esportivos, como os Jogos Pan-Americanos e Jogos Asiáticos.

A decisão final sobre quais modalidades serão incluídas no programa esportivo dos Jogos de 2020 acontecerá durante a Assembleia Geral do COI que acontecerá em agosto de 2016, durante as Olimpíadas do Rio.



MaisRecentes

Hipismo ensaia novidades para Tóquio-2020. Até onde irá a revolução olímpica?



Continue Lendo

Saiba porquê o levantamento de peso corre risco de ser cortado das Olimpíadas



Continue Lendo

Ciclistas olímpicos brasileiros participam de festival em São Paulo



Continue Lendo