COI sonha com mais times unificados da Coreia em Tóquio-2020



O presidente do COI, Thomas Bach, conversa com atletas do time unificado da Coreia de hóquei no gelo, durante a Olimpíada de Inverno de PyeongChang (Crédito: AFP)

O COI não fala de forma oficial, mas tentará que a Olimpíada de Tóquio-2020 conte com várias equipes unificadas da Coreia.

A ideia deverá ser um dos principais pontos discutidos no encontro entre a entidade a representantes da Coreia do Norte e do Sul, no próximo dia 15, na sede do COI, em Lausanne (SUI). Se depender apenas da vontade de Thomas Bach, presidente do comitê olímpico internacional, os times unificados já disputarão as próprias qualificações para a próxima Olimpíada.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga

A proposta de ter mais equipes unificadas representando os dois países asiáticos tem origem em outro exemplo olímpico.

Na Olimpíada de Inverno de PyeongChang, no ano passado, dirigentes dos dois países concordaram em formar um time unificado feminino de hóquei no gelo. Além disso, as duas delegações decidiram desfilar juntas tanto na abertura quanto no encerramento dos Jogos, em um momento considerado histórico.

A importância política da opção esportiva das duas Coreias é enorme. As duas nações se envolveram em uma guerra sangrenta nos anos 50, que acabou dividindo a península coreana em dois países.

Tecnicamente, inclusive, a guerra não acabou. Houve a assinatura de um armistício em 1953, mas nunca um tratado de paz oficial.

Em outras duas competições, os dirigentes das duas Coreias aceitaram formar um time unificado, como forma de passar uma mensagem de que as tensões políticas são coisa do passado.

No Mundial de tênis de mesa, foi criada uma equipe unificada coreana no torneio feminino por equipes. No Mundial masculino de handebol, disputado em janeiro, também foi criada um time único com norte e sul-coreanos.

Em termos esportivos, as equipes unificadas da Coreia têm acrescentado muito pouco às competições. O time feminino de hóquei no gelo, por exemplo, perdeu as cinco partidas que disputou. Igual retrospecto teve o time masculino de handebol.

A cartada política pode, contudo, trazer dividendos futuros. Na pauta do encontro do próximo dia 15, os dirigentes dos dois países devem iniciar conversas preliminares para o lançamento de uma candidatura conjunta para a Olimpíada de 2032.

Duas Olimpíadas foram organizadas até hoje pela Coreia do Sul. Os Jogos de Verão de 1988, em Seul, e os de Inverno de 2018, em PyeongChang.

VEJA TAMBÉM:

Time unificado da Coreia fará jogo de abertura do Mundial de handebol 
Olimpíada da Coreia ‘unificada’ começa a ser discutida em fevereiro 
PyeongChang tem saldo positivo e salva imagem da Olimpíada de Inverno 
Abertura da Olimpíada de PyeongChang foi uma vitória do esporte