Thiago Braz bate recorde sul-americano no salto com vara em prova de rua



Thiago Braz venceu na República Checa e assegurou índice em três competições internacionais. Crédito: Wagner Carmo/CBAt

Thiago Braz bateu o recorde sul-americano do salto com vara pela segunda vez. Crédito: Wagner Carmo/CBAt

Aos 21 anos, Thiago Braz vem a cada prova confirmando a condição de grande aposta do atletismo brasileiro para as próximas competições internacionais, como os Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015, o Mundial de Pequim e os Jogos Olímpicos do Rio 2016. Nesta quinta-feira, o atleta paulista, que nasceu em Marília e que treina sob orientação do ucraniano Vitaly Petrov, quebrou o recorde sul-americano da prova, ao saltar 5,89 m em um meeting na cidade de Baku (Azerbaijão).

A marca, obtida em uma competição realizada na rua, foi a segunda melhor da competição. O vencedor foi o alemão Raphael Holzdeppe, que também alcançou 5,89 m, porém em um número menor de tentativas. Como o evento não foi realizado em um estádio, a marca necessitava de uma homologação da Iaaf (Associação das Federações Internacionais de Altetismo) antes de ser confirmada, o que ocorreu no final da tarde desta quinta.

>>> Veja ainda: Thiago Braz faz índice triplo no salto com vara na Europa

Thiago Braz, que já detinha o recorde anterior (5, 86 m), obtido na etapa de Roma da Liga Diamante, vem de uma sequência de grandes resultados na atual temporada. No final de maio, ele havia obtido uma tripla qualificação para os principais eventos, ao vencer o Meeting de Ostrava, na República Tcheca, com 5,75 m. Com isso, ele se classificou para o Pan-Americano, Campeonato Mundial e Jogos Olímpicos.

Considerado uma das principais revelações do atletismo brasileiro nos últimos anos, em menos de cinco anos Thiago Braz foi campeão mundial juvenil em Barcelona (ESP), em 2012, e ficou em quarto lugar no Mundial indoor de Sopot (POL), no ano passado.



MaisRecentes

Prêmio Brasil Olímpico acontece nesta quarta. Saiba mais sobre a festa



Continue Lendo

Ginástica brasileira pode mudar de patamar com Marcos Goto



Continue Lendo