Sul-Americano de basquete: seleção masculina quase dá vexame na estréia



Tudo bem que o quinteto escalado para representar o Brasil no Sul-Americano masculino de basquete em Puerto Montt, no Chile, é apenas um time B. Afinal, a equipe principal, treinado pelo espanhol Moncho Monsalve, se prepara para o Pré-Olímpico Mundial de Atenas, a partir do próximo dia 14.

Mas mesmo com um catadão, é simplesmente inaceitável o sufoco que o Brasil levou da Colômbia, adversária de estréia do time comandado pelo técnico Paulo Sampaio, o Paulo Chupeta. A vitória por 83 a 75 (44 a 31 no primeiro tempo) esconde o drama que a equipe passou no último quarto, quando nos dois minutos finais chegou a estar somente com dois pontos de diferença no placar.

E só para contar, vale registrar que os dois últimos quartos foram vencidos pelos colombianos: 23 x 19, no terceiro quarto, e 21 x 20, no último. A diferença que salvou o Brasil de um vexame histórico foi a lavada de 25 x 9 no segundo quarto.

Perder para a Colômbia no basquete equivaleria, no futebol, ao Brasil ser derrotado pela seleção de Malta.

Este é o basquete brasileiro, que mal consegue fazer um time decente, que dirá de uma seleção B…

Foto: William Drudi, na vitória sobre a Colômbia; Crédito: Wander Roberto/Divulgação CBB



MaisRecentes

Guerra das rodinhas: entenda a polêmica sobre o skate olímpico do Brasil



Continue Lendo

Voto popular no Laureus escolherá o Momento Esportivo de 2016



Continue Lendo

Los Angeles 2024 promete cerimônias em dois estádios. Veja o vídeo



Continue Lendo