Sul-Americano de basquete: seleção masculina quase dá vexame na estréia



Tudo bem que o quinteto escalado para representar o Brasil no Sul-Americano masculino de basquete em Puerto Montt, no Chile, é apenas um time B. Afinal, a equipe principal, treinado pelo espanhol Moncho Monsalve, se prepara para o Pré-Olímpico Mundial de Atenas, a partir do próximo dia 14.

Mas mesmo com um catadão, é simplesmente inaceitável o sufoco que o Brasil levou da Colômbia, adversária de estréia do time comandado pelo técnico Paulo Sampaio, o Paulo Chupeta. A vitória por 83 a 75 (44 a 31 no primeiro tempo) esconde o drama que a equipe passou no último quarto, quando nos dois minutos finais chegou a estar somente com dois pontos de diferença no placar.

E só para contar, vale registrar que os dois últimos quartos foram vencidos pelos colombianos: 23 x 19, no terceiro quarto, e 21 x 20, no último. A diferença que salvou o Brasil de um vexame histórico foi a lavada de 25 x 9 no segundo quarto.

Perder para a Colômbia no basquete equivaleria, no futebol, ao Brasil ser derrotado pela seleção de Malta.

Este é o basquete brasileiro, que mal consegue fazer um time decente, que dirá de uma seleção B…

Foto: William Drudi, na vitória sobre a Colômbia; Crédito: Wander Roberto/Divulgação CBB



MaisRecentes

Liberação da Fiba é o mais novo título mundial do basquete brasileiro



Continue Lendo

Herói olímpico dos EUA desafia escândalo sexual no Mundial de taekwondo



Continue Lendo

Com medalhista olímpico, Brasil estreia sábado no Mundial de taekwondo



Continue Lendo