Rio cresce na bolsa de apostas para 2016



O site Games Bids, que analisa as chances de futuras candidaturas olímpicas, publicou um artigo no último domingo que aumentou as esperanças dos integrantes do comitê Rio-2016. Segundo avaliação do site, o Rio de Janeiro ocupa a segunda colocação na corrida para ganhar o direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2016. O BidIndex – índice criado pelo site para avaliar o grau de favoritismo de uma cidade – do Rio é de 59,95 e só fica atrás de Tóquio, com 61,41, que ainda surge como a grande favorita a vencer o pleito, em outubro.

Já Chicago foi quem mais perdeu pontos nos últimos meses, talvez reflexo direto da crise econômica mundial. A cidade americana aparece em quarto lugar, com 58,37, sendo superada por Madrid, terceira colocada na análise do Games Bids, com 58,73.

O que pode aumentar ainda mais o otimismo dos dirigentes brasileiros é que, de acordo com a análise do site, mesmo com o crescente apoio popular e o enorme potencial esportivo e de comunicações, a candidatura de Tóquio pode ser prejudicada pelo fato das Olimpíadas terem sido realizadas na Ásia recentemente – justamente em Pequim, no ano passado.

Mas é bom que os integrantes do Co-Rio não façam festa antes da hora: o argumento de levar os Jogos Olímpicos pela primeira vez para a América do Sul, além do fato da Copa do Mundo de 2014 estar marcada para o Brasil, não deverão impressionar os dirigentes do COI, que querem evitar a todo custo candidaturas que tenham gastos exorbitantes, como ocorreram em Atenas (2004), Pequim 92008) e Vancouver, nos Jogos de Inverno de 2010.

E os custos não serão nada modestos se os Jogos vierem para o Brasil, basta ver a farra que aconteceu na realização do Pan-Americano de 2007, cujos gastos superaram os R$ 3,3 bilhões.



  • Pronto, de posse desses dados lá vai o Nuzman pilhar mais um pouco o erário brasileiro.

MaisRecentes

Liberação da Fiba é o mais novo título mundial do basquete brasileiro



Continue Lendo

Herói olímpico dos EUA desafia escândalo sexual no Mundial de taekwondo



Continue Lendo

Com medalhista olímpico, Brasil estreia sábado no Mundial de taekwondo



Continue Lendo