Rio 2016 ainda aguarda laudo da OMS sobre qualidade da água da Baía de Guanabara



Presente na cerimônia de assinatura do contrato de São Paulo com o comitê organizador dos Jogos Rio 2016 para receber os jogos do torneio de futebol, o presidente da entidade,  Carlos Arthur Nuzman, também foi questionado sobre o andamento da preparação das Olimpíadas. E um dos pontos abordados foi a situação polêmica da poluição da água na Baía de Guanabara, bastante criticada por velejadores estrangeiros, após o.evento teste de agosto.

Segundo Nuzman,  um laudo que o comitê organizador pediu à OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre a presença de bactérias nas águas ainda não ficou pronto. “O problema é que a OMS não tem este tipo de protocolo para bactérias para este tipo de situação.  O nosso interesse é total em esclarecer essa situação, pois temos uma preocupação primordial com a saúde dos atletas”, disse Nuzman. Ainda não se sabe quando o laudo será liberado.

>>> E mais: COI não vê problemas nas águas do Rio 2016, diz Thomas Bach

A Baía de Guanabara vem recebendo diversas críticas de atletas e dirigentes estrangeiros por conta da qualidade da água.  Alguns atletas até alegaram ter ficado doentes por causa do contato com a água. Houve até um velejador alemão que teve um ferimento na perna e alegou que isso ocorreu por causa de contato com a água na Baía de Guanabara.

>>> Veja ainda: COI volta a cobrar o Rio 2016 por poluição na Baia de Guanabara

Nuzman também não se mostrou preocupado com o atraso na entrega do Centro de Tênis,  que deveria ocorrer nesta quarta-feira.  “Todo o cronograma está sendo cumprido dentro do previsto e estamos confiantes de que tudo estará pronto para o evento-teste de tênis”, disse Nuzman.

A obra está com percentual de conclusão de 74% e a nova data de entrega prevista é de 10 de dezembro,  data em que começará a competição que testará as instalações da arena no Parque da Barra da Tijuca.



MaisRecentes

Correria japonesa? Brasil já pensa nas oitavas do Mundial de handebol



Continue Lendo

‘Paredão’ Maik deixa Seleção Brasileira viva no Mundial de handebol



Continue Lendo

Rúgbi do Brasil inicia temporada de olho nos Jogos de Tóquio-2020



Continue Lendo