Rio 2016 ainda aguarda laudo da OMS sobre qualidade da água da Baía de Guanabara



Presente na cerimônia de assinatura do contrato de São Paulo com o comitê organizador dos Jogos Rio 2016 para receber os jogos do torneio de futebol, o presidente da entidade,  Carlos Arthur Nuzman, também foi questionado sobre o andamento da preparação das Olimpíadas. E um dos pontos abordados foi a situação polêmica da poluição da água na Baía de Guanabara, bastante criticada por velejadores estrangeiros, após o.evento teste de agosto.

Segundo Nuzman,  um laudo que o comitê organizador pediu à OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre a presença de bactérias nas águas ainda não ficou pronto. “O problema é que a OMS não tem este tipo de protocolo para bactérias para este tipo de situação.  O nosso interesse é total em esclarecer essa situação, pois temos uma preocupação primordial com a saúde dos atletas”, disse Nuzman. Ainda não se sabe quando o laudo será liberado.

>>> E mais: COI não vê problemas nas águas do Rio 2016, diz Thomas Bach

A Baía de Guanabara vem recebendo diversas críticas de atletas e dirigentes estrangeiros por conta da qualidade da água.  Alguns atletas até alegaram ter ficado doentes por causa do contato com a água. Houve até um velejador alemão que teve um ferimento na perna e alegou que isso ocorreu por causa de contato com a água na Baía de Guanabara.

>>> Veja ainda: COI volta a cobrar o Rio 2016 por poluição na Baia de Guanabara

Nuzman também não se mostrou preocupado com o atraso na entrega do Centro de Tênis,  que deveria ocorrer nesta quarta-feira.  “Todo o cronograma está sendo cumprido dentro do previsto e estamos confiantes de que tudo estará pronto para o evento-teste de tênis”, disse Nuzman.

A obra está com percentual de conclusão de 74% e a nova data de entrega prevista é de 10 de dezembro,  data em que começará a competição que testará as instalações da arena no Parque da Barra da Tijuca.



MaisRecentes

Sonho de Budapeste para os Jogos de 2024 pode terminar nesta quarta-feira



Continue Lendo

Falta patrocínio no esporte brasileiro? O rúgbi não tem do que reclamar



Continue Lendo

Oscar Schmidt no All-Star da NBA alivia a depressão do basquete brasileiro



Continue Lendo