Permanência de Leyser na organização da Rio-2016 ainda está indefinida



Ricardo Leyser

Ricardo Leyser foi sempre o principal interlocutor do governo federal com a organização da Rio-2016. Crédito: Divulgação

Antigo ministro do Esporte do governo Dilma Rousseff, afastada nesta quinta-feira para responder a processo de impeachment e substituída por Michel Temer, Ricardo Leyser ainda não sabe se permanecerá ligado à organização dos Jogos Olímpicos Rio 2016 na  administração do ministro Leonardo Picciani (PMDB-RJ), confirmado para ocupar a pasta no novo governo.

Em conversas com pessoas ligadas a Leyser – que acompanhou todo o processo de organização da Olimpíada de perto, desde a eleição de 2009 -, sabe-se que ele não recebeu nenhum aceno do novo governo de que seguirá com algum cargo no Esporte. De acordo com estas fontes, tudo ainda depende de uma série de detalhes que precisam ser acertados.

>>> E mais: Confusão no caso Leyser já mostra como será o futuro do esporte brasileiro pós-2016

O primeiro, obviamente, é se Temer deseja a presença de um integrante do governo Dilma em sua equipe. Depois, se haverá mesmo o convite e em quais condições ele ocorrerá. Por fim, se o partido ao qual Leyser é ligado (PC do B) aceitará liberá-lo.

No período de preparação do Brasil para receber a Rio-2016, Ricardo Leyser foi sempre o principal  interlocutor do governo com o comitê organizador dos Jogos, primeiro como secretário de Alto Rendimento, coordenando a organização da Bolso Pódio, programa que auxilia a preparação dos principais atletas brasileiros para os Jogos.



MaisRecentes

Liberação da Fiba é o mais novo título mundial do basquete brasileiro



Continue Lendo

Herói olímpico dos EUA desafia escândalo sexual no Mundial de taekwondo



Continue Lendo

Com medalhista olímpico, Brasil estreia sábado no Mundial de taekwondo



Continue Lendo