Rumo a Tóquio-2020: confira o resumo do final de semana no esporte olímpico



Thiago Braz zerado na Liga Diamante de atletismo, a volta de Isaquias Queiroz, medalhas no caratê e derrotas no rúgbi. O final de semana movimentou diversos atletas brasileiros neste começo de ciclo olímpico. Confira abaixo um resumo com os principais resultados do último final de semana:

Atletismo

No sábado (27), o campeão olímpico Thiago Braz esteve novamente em ação na prova do salto com vara. Mas a etapa de Eugene (EUA), a terceira da Liga Diamante, não trouxe alegrias. Ele queimou os três saltos e ficou sem marca na prova. Primeiro, errou duas em 5,56 m e por fim, falhou em 5,71 m. A vitória ficou para o americano Sam Kendriks (com um salto de 5,86 m), enquanto o francês Renaud Lavillenie, superado por Braz na final da Rio-2016, ficou em segundo (5,81m). Em 14 provas que os dois competiram juntos, o francês levou a melhor em 12.

O melhor resultado para o Brasil na competição veio em uma prova não olímpica. Thiago do Rosário André, que tem índice nos 800 m para o Mundial de Londres, venceu a prova da Milha Internacional (1.609 m), com 3m51s99.

Também no sábado,Wagner Domingos, o Montanha, vence prova do lançamento do martelo em prova no Torneio de Zacetec (Eslovênia), com 76,13 m. Segunda vez que superou o índice de qualificação da Iaaf para o Mundial (76 m).

No domingo (28), Ederson Pereira ficou bem próximo do índice para o Mundial de Londres nos 5.000 m, ao terminar em 6º lugar no Meeting Internacional Flanders, em Oordegem (BEL), com o tempo de 13m23s24. A marca mínima exigida pela Iaaf é de 13m22s60.

Canoagem velocidade

Isaquias Queiroz fez sua primeira competição após a Rio-2016 e ficou com a medalha de prata pela segunda etapa da Copa do Mundo de canoagem velocidade, em Szeged (Hungria), no C1 1000m.

No feminino, Andrea Oliveira foi o destaque individual na equipe feminina. Nas provas olímpicas, no sábado, ela terminou em quarto lugar no C1 200 m, e no C2 500 m, ao lado de Angela Aparecida, obteve a oitava posição. No domingo, em prova não olímpica, ela foi ouro no C2 200 m, novamente competindo ao lado de Angela Aparecida.

Caratê

O Brasil conquistou quatro medalhas de ouro e quatro de bronze sábado, durante o Pan-Americano de caratê, em Curaçao. As vitórias ficaram com Douglas Brose (60kg), Hernâni Veríssimo (75kg), Valéria Kumizaki (55kg) e a equipe masculina do kumitê (prova não olímpica). As medalhas de bronze vieram com Isabela Rodrigues (+68kg), Wellington Barbosa (+84kg) e as equipes masculina e feminina do kata.

Rúgbi

A Seleção Brasileira feminina de Seven não foi bem na etapa de Langford (CAN), válida pela Série Mundial da modalidade. No sábado, foram três derrotas, verdadeiros passeios das adversárias: Canadá 33 x 5 Brasil; Rússia 20 x 5 Brasil; e França 36 x 5 Brasil. No domingo, nova derrota para Fiji (24 x 19) e por fim, conquistou sua única vitória na etapa, ao bater a Holanda por 28 a 7, terminando na 11ª posição.

O resultado complicou a situação da equipe brasileira para permanecer como integrante fixa da próxima temporada da Série Mundial. Isso porque a Espanha, que ficou em 10º lugar em Lagford, ampliou para quatro pontos (15 a 11) a vantagem sobre o Brasil na classificação geral. As espanholas seguem em 10º lugar, uma posição à frente das brasileiras. Apenas os dez primeiros colocados participarão de todas as etapas da Série Mundial 2017/18.

VEJA TAMBÉM:

Thiago Braz inicia temporada tentando reverter série negativa contra Lavillenie 
Um fenômeno chamado Isaquias Queiroz 
Falta patrocínio no esporte brasileiro? O rúgbi não tem do que reclamar



MaisRecentes

As falhas de Isadora Williams não diminuem sua grandeza em PyeongChang



Continue Lendo

Campeã olímpica Rafaela Silva sofre racismo da PM no Rio de Janeiro



Continue Lendo

Heróis de PyeongChang #5: seleção americana feminina de hóquei no gelo



Continue Lendo