Relatório do COI aponta equilíbrio, mas Tóquio e Rio são as favoritas para 2016



Com informações da EFE e da Reuters

O relatório da Comissão de Avaliação do Comitê Olímpico Internacional (COI) das cidades candidatas a sede dos Jogos de 2016, divulgado nesta quarta-feira, mostrou um equilíbrio entre Madri, Rio de Janeiro, Chicago e Tóquio. O que não significa que seja esta a situação atual na corrida olímpica. A decisão sobre a sede ocorrerá no próximo dia 2 de outubro, em Copenhague, na Dinamarca.

O texto do relatório procurou mostrar os pontos positivos e negativos de cada candidatura, mas uma leitura mais atenta mostra que há uma ligeira vantagem para Tóquio e Rio de Janeiro, de acordo com os avaliadores do COI.

Chicago marcou pontos com seu plano compacto, com a maior parte das instalações dentro de um raio de 8 km do centro da cidade, o que exigirá “menos deslocamentos para atletas e outros grupos”, segundo o relatório. A vila olímpica localizada no centro também é ponto positivo, mas houve críticas por a candidatura não explicar como faria frente a um eventual déficit econômico.

Tóquio, que foi sede dos Jogos em 1964, ganhou elogios pelo fundo de US$ 3,7 bilhões (cerca de $ 7,2 bilhões) que já foi levantado e pelo plano compacto apoiado num eficiente sistema de transporte público. Porém, foi pedido um maior detalhamento do plano de instalações.

Madri, que também foi candidata aos Jogos de 2012, desfruta do maior apoio entre todas as cidades candidatas, com 84,9% dos moradores da cidade a favor da iniciativa, segundo pesquisa do próprio COI. Por outro lado, o COI disse que os promotores da candidatura precisam “delinear claramente os papéis e responsabilidades” no organograma administrativo proposto.

A candidatura do Rio de Janeiro ganhou pontos com o plano de regeneração da cidade através da preparação dos jogos. A escassez de hotéis necessários e o uso de navios de cruzeiro são um desafio, bem como a questão da segurança, afirmou o COI. A Copa do Mundo de 2014 deve acelerar a construção de infra-estrutura, mas ao mesmo tempo traz desafios para as estratégias de marketing, avalia o COI.



  • Marcelo, os relatórios foram políticos para manter os holofotes da mídia sobre esse assunto até o final, para o deleite dos Top Sponsors do CIO.

MaisRecentes

Thiago Pereira dá adeus às piscinas. Relembre sua carreira



Continue Lendo

Prêmio Brasil Olímpico acontece nesta quarta. Saiba mais sobre a festa



Continue Lendo

Ginástica brasileira pode mudar de patamar com Marcos Goto



Continue Lendo