Polêmica envolvendo Jade Barbosa ainda está muito longe de terminar



Chega a ser irritante, para não falar outra coisa, esta polêmica envolvendo a ginasta Jade Barbosa, que ao lado do pai acusa a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) de tê-la feito competir nos Jogos Olímpicos de Pequim contundida no pulso direito.

Jade e seu pai deram entrevistas disparando contra a CBG, alegando que a jovem (e chorona) ginasta foi obrigada a se preparar para as Olimpíadas e também disputar os Jogos com uma séria lesão no pulso direito.

Além disso, disseram que o médico da entidade, Mário Namba, até ministrou um medicamento que foi retirado do mercado.

A CBG convocou até coletiva na última sexta-feira para se defender das acusações. E usou um argumento indiscutpível: por que Jade não reclamou com a mesma veemência das dores quando ganhou duas medalhas de prata na etapa de Cottbus (Alemanha), em abril?

O que ninguém ainda disse é que falta transparência neste caso. César Barbosa, pai de Jade, passa por problemas financeiros em sua empresa de arquitetura. E desde o início do ano ele tem entrado em rota de colisão com a CBG por não concordar com o valor de ajuda de custo que era repassado para sua filha.

No final, só quem perde neste caso é Jade Barbosa, cujo futuro na seleção brasileira passa a ser incerto.



MaisRecentes

Ao tentar inovar, Fiba cria uma grande confusão no basquete mundial



Continue Lendo

Comissão de Atletas precisar ir além das cartas para buscar seu espaço no COB



Continue Lendo

Do que têm tanto medo os cartolas olímpicos brasileiros?



Continue Lendo