Perguntar não ofende



Quer dizer que o Parque Aquático Maria Lenk, que custou R$ 85 milhões aos cofres públicos e foi construído para os Pan-Americanos de 2007, não poderia ser usado numa eventual edição dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, por não atender às exigências do Comitê Olímpico Internacional (COI), que exige um lugar que comporte mais de 15 mil pessoas nas finais olímpicas?

Ué, mas o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) não havia alardeado, em alto e bom som, que o milionário (e custoso) Maria Lenk atendia a todas as exigências das entidades esportivas internacionais?

Pois é….



MaisRecentes

Hora da parada técnica



Continue Lendo

Vem aí um novo ídolo do esporte brasileiro: Hugo Calderano



Continue Lendo

Dez mulheres olímpicas que deixam o Brasil orgulhoso



Continue Lendo