Pequim-08: protesto marca cerimônia da tocha olímpica na Grécia



Os Jogos Olímpicos de Pequim-08 prometem ser agitados também fora das praças de competições, graças aos protestos políticos em relação ao regime chinês. Até mesmo a tradicional cerimônia de acendimento da tocha olímpica foi alvo de protestos, nesta segunda-feira, em Olímpia, na Grécia.

Durante o discurso do presidente do comitê organizador dos Jogos, Qi Lieu, três pessoas invadiram o local com bandeiras negras tendo algemas no lugar os anéis olímpicos. O protesto foi organizado pelo grupo “Repórteres sem Fronteiras”, que assumiu sua autoria. As câmeras de TV cortaram as imagens da invasão dos protestantes.

Fora do Templo de Hera, local do acendimento da tocha, pelo menos 20 pessoas foram presas durante um protesto pelos direitos humanos no Tibete. Cerca de 1.000 policiais gregos foram destacados para a segurança do evento em Olímpia.

Foto: a atriz grega Maria Nafpliotou, no papel da sacerdotisa, acende a tocha nas mãos do atleta grego do taekwondo Alexandros Nikolaidis, medalha de prata nos Jogos de Atenas-04. Crédito: site oficial dos Jogos Olímpicos de Pequim



MaisRecentes

Guerra das rodinhas: entenda a polêmica sobre o skate olímpico do Brasil



Continue Lendo

Voto popular no Laureus escolherá o Momento Esportivo de 2016



Continue Lendo

Los Angeles 2024 promete cerimônias em dois estádios. Veja o vídeo



Continue Lendo