Pequim-08: cubano do taekwondo perde a compostura e dá um bico no fair play



A exemplo do que ocorreu na luta greco-romana, quando o sueco Ara Abrahamian jogou fora a medalha de bronze na categoria até 84kg por não concordar com o resultado de uma luta, o taekwondo dos Jogos Olímpicos de Pequim viveu neste sábado um momento bizarro.

O cubano Angel Valodia Matos, ouro em Sydney-00 na categoria acima de 80kg, foi desclassificado pelo árbitro sueco Chakil Chelbat, por ter ultrapassado o tempo de um minuto de atendimento médico, na luta que decidia a medalha de bronze, diante de Arman Chilmanov, do Cazaquistão.

Inconformado com a decisão, Matos partiu para cima do árbitro, reclamando da decisão. Com o sueco não voltou atrás, o lutador cubano simplesmente desferiu um chute na cabeça do árbitro.

A Federação Internacional de Taekwondo pediu o banimento do cubano do esporte.



MaisRecentes

Adeus de Bolt, poucos recordes e novas caras: o balanço do Mundial de atletismo



Continue Lendo

Todas as medalhas do Brasil na história do Mundial de atletismo



Continue Lendo