Pelo fim da preguiça nos blogs



O companheiro Luiz Augusto Lima, do obrigatório Esporte Fino, traz um post (reproduzido abaixo) que serve como uma reflexão do que se tornou uma espécie de mania em muitos blogs jornalísticos: a dos textos escritos em forma quase telegráfica, onde as informações são distribuídas em uma única linha.

Parece um grande verso. Na maioria das vezes, sem a graça e o talento que só os verdadeiros poetas conseguem fazer. Luizinho deixa uma dúvida no ar: será preguiça de ler. Não, amigo, é preguiça de escrever mesmo!


Por que a onda agora é escrever assim,

telegraficamente?

Cada informação, reflexão, em uma única linha.

E dá-lhe parágrafos curtos.

Minúsculos.

É preguiça de ler?

Duvido.

Só sei que as informações interessantes de alguns bons blogueiros vêm assim,

em espécies de versos.

E todo mundo escreve igual.

Adeus, estilo!

Eu não gosto.

Até o Twitter, que exige textos curtos,

premia a criatividade.

Já os blogs serão pasteurizados pelo comodismo?

Perguntar não ofende…



MaisRecentes

Hora da parada técnica



Continue Lendo

Vem aí um novo ídolo do esporte brasileiro: Hugo Calderano



Continue Lendo

Dez mulheres olímpicas que deixam o Brasil orgulhoso



Continue Lendo