Pan começa nesta quarta-feira e Peru não esconde seu orgulho



Torcedor peruano exibe as bandeiras do país em sua motocicleta, exaltando o sentimento patriótico às vésperas do Pan (Crédito: Divulgação)

Lima (PER) – O Aeroporto Internacional Jorge Chavez, o principal do Peru, fica encravado em Callao, uma região portuária, a 10 km de Lima. Trata-se de um local de muitas casas simples, algumas bem humildes. Uma característica, contudo, fica evidente para quem desembarca na capital peruana: o sentimento indisfarçável de patriotismo.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga 

Ao longo de vários quilômetros de uma das avenidas que conduzem os motoristas ao centro de Lima, quase a totalidade das residências ostenta uma bandeira do Peru em suas janelas. E isso não se limita às regiões da Grande Lima. No centro da cidade, são bandeiras e mensagens exaltando o país e chamando a torcida para apoiar os seus atletas a partir desta quarta-feira (24), quando começa na prática os 18º Jogos Pan-Americanos.

Tudo bem que no próximo dia 28 será feriado nacional no Peru (Dia da Independência), o que pode ter ampliado o sentimento de patriotismo local. Mas é fato que a maioria da população demonstra alegria em receber o Pan.

E os peruanos têm mesmo todo o motivo de se orgulharem. Após um período de indefinições, com diversos problemas políticos, econômicos e até de tragédias naturais ameaçando a realização do evento, o país andino fez o dever de casa. Todas as instalações foram entregues, algumas meio em cima da hora, é verdade. Mas estão prontas para receberem mais de 6.000 atletas de 41 países das Américas.

Os Jogos de Lima, que terão uma quantidade considerável de eventos classificatórios para a Olimpíada de Tóquio-2020 (22), começarão colocando em ação as modalidades vôlei de praia e handebol. Ambas com participação brasileira. A seleção feminina de handebol, por exemplo, colocará em jogo sua hegemonia no Pan, em busca da sexta medalha de ouro consecutiva. Se vier, também carimbará a vaga olímpica.

VEJA TAMBÉM:

Brasil já começa a respirar clima de Pan-Americano em Lima 
Com ‘estrangeiras’, handebol feminino do Brasil define equipe para o Pan de Lima 
Tocha do Pan-Americano é acesa e começa contagem regressiva para Lima-2019

Seria arriscado, porém, dizer que Lima está 100% pronta para o Pan. O trânsito pode ser uma preocupação à parte, graças a congestionamentos nas principais vias. Os organizadores prometem que tudo estará em ordem a partir do dia 26, data da cerimônia de abertura. A partir deste dia, as férias escolares serão antecipadas, o que pode significar uma quantidade bem menor de carros nas ruas.

Uma coisa é inquestionável. A cidade de Lima e os peruanos não têm medo de ostentar o seu orgulho para aquele que promete ser um dos mais animados Pan-Americanos da história.