O vôlei e seus regulamentos estúpidos



Jogadores da Espanha comemoram a inesperada vitória sobre a Rússia/Crédito:FIVB

Não é de hoje a minha implicância com os regulamentos dos campeonatos de vôlei. Inclusive os do Brasil, mais precisamente da Superliga, conforme este blog mesmo tratou de criticar em outros tempos. Até o Mundial de Clubes foi alvo de polêmica no ano passado, despertando até reclamações do levantador brasileiro Bruninho.

Comparado com o basquete, por exemplo, o vôlei perde de goleada em termos de regulamento de campeonatos. E quando a falta de transparência chega ao torneio mais importante da modalidade, no caso o Campeonato Mundial masculino, que está sendo realizado na Itália, o problema é ainda mais grave.

Uma série de resultados “surpreendentes” ocorridos na segunda fase do torneio revoltou os integrantes da seleção brasileira. Algumas equipes, como Rússia e EUA, perderam de forma inacreditável suas partidas, o que na teoria as colocaria em chaves mais “fáceis” na próxima etapa da competição.

Antes de mais nada, uma breve observação: os cartolas da FIVB têm uma enorme parcela de culpa nisso, pois ao invés de copiar o que o basquete fez (24 seleções divididas em quatros grupos de seis, classificando-se as quatro melhores de cada um para os mata-matas), preferiu realizar um emaranhado de fases, com chaves de três equipes, nas quais ois dois melhores avançam! Está aberto o caminho para as mutretas.

Confira abaixo algumas frases que jogadores e ex-jogadores da seleção brasileira sobre os “estranhos resultados” do Mundial masculino de vôlei:

  • “Vergonha o que tá acontecendo no Mundial. Por causa da combinação de chaves, nem sempre vencer é o melhor resultado. Absurdo” – Rodrigão
  • “Espanha ganhou da Rússia. Me parece que todos estão querendo  fugir do Brasil! Uma hora não vai ter jeito…haha, fórmula do Mundial vergonhosa” – Nalbert
  • “Vamos dormir com a pulga atrás da orelha” – Leandro Vissotto
  • “A fórmula é ridícula e beneficia a Itália em todas as hipóteses – Bruninho
  • “O regulamento foi tão mal-construído que chega a ser vergonhoso (…) Fizeram uma fórmula que faz o perdedor cair em uma chave mais fácil” – Bernardinho


MaisRecentes

Governo rebatiza programa ‘Atleta Pódio”, de olho em Tóquio-2020



Continue Lendo

Tragédia das enchentes no Peru deixa Pan de Lima-2019 na berlinda



Continue Lendo