O vôlei e seus regulamentos estúpidos



Jogadores da Espanha comemoram a inesperada vitória sobre a Rússia/Crédito:FIVB

Não é de hoje a minha implicância com os regulamentos dos campeonatos de vôlei. Inclusive os do Brasil, mais precisamente da Superliga, conforme este blog mesmo tratou de criticar em outros tempos. Até o Mundial de Clubes foi alvo de polêmica no ano passado, despertando até reclamações do levantador brasileiro Bruninho.

Comparado com o basquete, por exemplo, o vôlei perde de goleada em termos de regulamento de campeonatos. E quando a falta de transparência chega ao torneio mais importante da modalidade, no caso o Campeonato Mundial masculino, que está sendo realizado na Itália, o problema é ainda mais grave.

Uma série de resultados “surpreendentes” ocorridos na segunda fase do torneio revoltou os integrantes da seleção brasileira. Algumas equipes, como Rússia e EUA, perderam de forma inacreditável suas partidas, o que na teoria as colocaria em chaves mais “fáceis” na próxima etapa da competição.

Antes de mais nada, uma breve observação: os cartolas da FIVB têm uma enorme parcela de culpa nisso, pois ao invés de copiar o que o basquete fez (24 seleções divididas em quatros grupos de seis, classificando-se as quatro melhores de cada um para os mata-matas), preferiu realizar um emaranhado de fases, com chaves de três equipes, nas quais ois dois melhores avançam! Está aberto o caminho para as mutretas.

Confira abaixo algumas frases que jogadores e ex-jogadores da seleção brasileira sobre os “estranhos resultados” do Mundial masculino de vôlei:

  • “Vergonha o que tá acontecendo no Mundial. Por causa da combinação de chaves, nem sempre vencer é o melhor resultado. Absurdo” – Rodrigão
  • “Espanha ganhou da Rússia. Me parece que todos estão querendo  fugir do Brasil! Uma hora não vai ter jeito…haha, fórmula do Mundial vergonhosa” – Nalbert
  • “Vamos dormir com a pulga atrás da orelha” – Leandro Vissotto
  • “A fórmula é ridícula e beneficia a Itália em todas as hipóteses – Bruninho
  • “O regulamento foi tão mal-construído que chega a ser vergonhoso (…) Fizeram uma fórmula que faz o perdedor cair em uma chave mais fácil” – Bernardinho


MaisRecentes

Liberação da Fiba é o mais novo título mundial do basquete brasileiro



Continue Lendo

Herói olímpico dos EUA desafia escândalo sexual no Mundial de taekwondo



Continue Lendo

Com medalhista olímpico, Brasil estreia sábado no Mundial de taekwondo



Continue Lendo