O reconhecimento ao grande Bira



A notícia é de ontem, mas ainda vale o registro. A eleição do ex-pivô brasileiro Ubiratan Maciel para o Hall da Fama da Federação Internacional de Basquete (Fiba) foi um prêmio à carreira brilhante de um dos maiores jogadores brasileiros da modalidade.

Morto em 2002, devido a complicações cardíacas após um longho período de internação, Bira, como era conhecido, teve seu nome indicado outras três vezes, todas sem sucesso.

Bira integrou o time campeão mundial de 1963 e participou ainda da equipe medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 64, em Tóquio.

Abaixo, o currículo de Ubiratan Maciel

Pela seleção brasileira

Jogos Olímpicos
medalha de bronze em Tóquio (Japão – 1964)
4º lugar na Cidade do México (México – 1968)
7º lugar em Munique (Alemanha – 1972)

Torneio Pré-Olímpico
4º lugar (Canadá – 1976)

Campeonato Mundial
campeão (Brasil – 1963)
medalha de bronze (Uruguai – 1967)
medalha de prata (Iugoslávia – 1970)
6º lugar (Porto Rico – 1974)
medalha de bronze (Filipinas – 1978)

Jogos Pan-Americanos
medalha de prata em São Paulo (Brasil – 1963)
medalha de bronze na Cidade do México (México – 1975)
medalha de bronze em San Juan (Porto Rico – 1979)

Campeonato Sul-Americano
campeão (Peru – 1963)
campeão (Paraguai – 1968)
campeão (Colômbia – 1973)
vice-campeão (Colômbia – 1976)
campeão (Chile – 1977)
__________________

Pelos clubes:

Taça Brasil
campeão (1965, 1966, 1969, 1977 e 1980)

Campeonato Paulista
campeão (1963, 1964, 1965, 1968, 1969, 1973, 1974, 1975, 1976, 1980 e 1981)

Foto: CBB



MaisRecentes

“Infelizmente, nosso esporte é muito imediatista”, diz Felipe Wu



Continue Lendo

Sonho de Budapeste para os Jogos de 2024 pode terminar nesta quarta-feira



Continue Lendo