O primeiro título da era Colinas



Jogadoras brasileiras comemoram o título sul-americano

Se no masculino a conquista do Campeonato Sul-Americano de basquete foi apenas uma espécie de vestibular para os jogadores que ainda sonhavam com uma vaga na equipe que vai ao Mundial da Turquia, a vitória da seleção brasileira feminina no torneio continental da categoria teve um saber bem diferente.

Ao derrotar a Argentina por 94 a 68 em Santiago (Chile), o Brasil conquistou seu 23º título sul-americano e, mais importante, garantiu o primeiro triunfo no currículo do técnico espanhol Carlos Colinas.

Em sua primeira competição oficial como treinador da seleção brasileira, Colinas pôde colocar em quadra boa parte da equipe que disputará o Mundial da República Tcheca, em setembro – com exceção de Iziane e Érika, que estão na WNBA – e massacrou suas adversárias.

Em cinco jogos disputados, ganhou todos, marcado um total de 529 pontos (média de 105,8 pontos por jogo) e sofreu somente 262 (52,4 pontos por jogo). Mas que os números não iludam ninguém, pois o nível técnico dos adversários da seleção neste sul-americano foi sofrível. Só na final que a Argentina deu um pouquinho mais de trabalho às comandadas de Colinas, após vencer o primeiro quarto por 25 a 17. Depois, foi o passeio habitual.

Como cartão de visitas, Colinas acaba deixando uma boa impressão. Além da hegemonia continental garantida, o Brasil ainda se classificou para o Pan-Americano de Guadalajara e para o Pré-Olímpico das Américas, ambos em 2011. Mas é bom Colinas não se animar: até o Mundial, um longo caminho ainda precisa ser percorrido. Vale comemorar, mas sem esquecer que há muito trabalho pela frente.

Crédito da foto: Oscar Rosales/Fiba.com



MaisRecentes

Vela do Brasil aposta em estrelas na largada para o ciclo de Tóquio-2020



Continue Lendo

Rudisha vai atrás de novo ouro em Tóquio. Conheça outros tricampeões no atletismo



Continue Lendo

Maldição do mata-mata acaba com sonho do Brasil no Mundial



Continue Lendo