Veja como chega a natação do Brasil para o Mundial de Budapeste



A natação do Brasil finalmente inicia neste domingo, a partir das 4h30 (horário de Brasília, sua participação no Mundial de Esportes Aquáticos, em Budapeste (HUN). Em um ano pra lá de complicado, com direito a corte de patrocínio, intervenção e prisão de dirigentes, a CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) poderá concentrar sua atenção apenas dentro da piscina.

É verdade que o Mundial já está rolando há mais de uma semana, com as disputas das respectivas competições de saltos ornamentais (encerrado neste sábado), polo aquático e maratona aquática, que teve a brilhante participação de Ana Marcela Cunha, que conquistou três medalhas (uma de ouro e duas de bronze).

Mas é óbvio que o ponto alto do Mundial é a natação. E o Brasil chegou à Hungria com uma equipe de 16 nadadores, bem abaixo do que havia levado em Kazan (RUS), há dois anos. Os tempos são outros, o cofre está vazio e se não fosse uma ajuda camarada do COB (Comitê Olímpico do Brasil), ajudando a bancar os custos, talvez a equipe fosse ainda menor.

Entre os destaques, estão nomes conhecidos do torcedor, como os velocistas Bruno Fratus e Cesar Cielo, de volta às competições internacionais após ficar fora da Rio-2016, nos 50 m livre. Nicholas Santos também é um candidatos à medalha, com o melhor tempo do ano nos 50 m borboleta (prova não olímpica). Entre as mulheres, Etiene Medeiros (50 m livre e 50 m costa) e Joanna Maranhão (inscrita em quatro provas) são os principais nomes.

Confira abaixo, pela lista de partida (que reúne os melhores tempos do ano) como chegam os brasileiros em cada uma das provas do Mundial de Budapeste:

Equipe feminina

50m livre
Etiene Medeiros – 8º tempo – 24:45

100m livre
Manuela Lyrio – 22º tempo – 54:80

200m livre
Manuela Lyrio – 15º tempo – 1:57:28

400m livre
Joanna Maranhão – 18º tempo – 4:09:41
Manuella Lyrio – 19º tempo – 4:09:48

4 x 100m livre
Brasil – 4º tempo – 3:13:21

200m borboleta
Joanna Maranhão – 20º tempo – 2:09:22

50m costa
Etiene Medeiros – 5º tempo – 27:62

200m medley
Joanna Maranhão – 21º tempo – 2:13:06

800m livre
Joanna Maranhão – 19º tempo – 8:36:18

400m medley
Joanna Maranhão – 17º tempo – 4:38:63

Equipe masculina

50m livre
Bruno Fratus – 8º tempo – 21:70
Cesar Cielo – 11º tempo – 21:79

100m livre 
Gabriel dos Santos – 10º tempo – 48:11
Marcelo Chiereghini – 11º tempo – 48:12

400m livre
Brandonn Almeida – 23º tempo – 3:49:46

50m borboleta
Nicholas dos Santos – 1º tempo – 22:61
Henrique Martins – 4º tempo – 22:98

100m borboleta
Henrique Martins – 12º tempo – 51:57

200m borboleta
Leonardo de Deus – 8º tempo – 1:54:91

50m costa
Guilherme Guido – 9º tempo – 24:72

100m costa
Guilherme Guido – 53:10

200m costa masc
Leonardo de Deus – 15º tempo – 1:57:00

50m peito masc
João Gomes Júnor – 2º tempo – 26:83
Felipe Lima – 7º tempo – 27:00

100m peito masc
João Gomes Júnior – 7º tempo – 59:06
Felipe Lima – 10º tempo – 59:32

200m peito
Thiago Simon – 20º tempo – 2:10:78

200m medley 
Thiago Simon – 14º tempo – 1:59:49

400m medley 
Brandonn Almeida – 8º tempo – 4:12:49

1.500m 
Guilherme Costa – 20º tempo – 15:06:35

4 x 100m medley
Brasil – 7º tempo – 3:32:84

VEJA TAMBÉM:

Um fenômeno chamado Ana Marcela 
Confira todas as medalhas do Brasil nos mundiais de esportes aquáticos 
Cielo bota p dedo na ferida da CBDA