Mundial da Turquia: cadê as faltas?



Lance do jogo entre Sérvia e Croácia, pelas oitavas de final/Crédito: Fiba.com

Um balanço da primeira fase do Mundial masculino de basquete, que está sendo realizado na Turquia, traz um dado interessante: se mantiver a mesma toada até a decisão, esta será a edição menos faltosa da história da competição. Após a primeira fase, a média de faltas foi de 19,7 por partida.

 Entre as seleções, foi justamente a Turquia que teve a menor média de faltas por jogo na primeira etapa do torneio. Os donos da casa, que nas quartas de final terão pela frente a Eslovênia, cometeram apenas 15,6 faltas por partida.

O Mundial mais faltoso da história foi o de 1970, realizado na extinta Iugoslávia. Na ocasião, as equipes cometeram 29,3 faltas por jogo.

Confira abaixo as médias de faltas na história dos Mundiais:

1950 (Argentina) – 20,6
1954 (Brasil) – 21,6
1959 (Chile) – 28,1
1963 (Brasil) – 22,8
1967 (Uruguai) – 25,3
1970 (Iugoslávia) – 29,3
1974 (Porto Rico) – 24,9
1978 (Filipinas) – 22,7
1982 (Colômbia) – 21,7
1986 (Espanha) – 21,9
1990 (Argentina) – 24,3
1994 (Canadá) – 20,8
1998 (Grécia) – 21,3
2002 (EUA) – 23,2
2006 (Japão) – 21,6

Confira aqui a tabela e todos os resultados do Mundial masculino de basquete 



MaisRecentes

No Dia Olímpico, comemore acompanhando muito esporte



Continue Lendo

Liberação da Fiba é o mais novo título mundial do basquete brasileiro



Continue Lendo

Herói olímpico dos EUA desafia escândalo sexual no Mundial de taekwondo



Continue Lendo