Mais uma proeza do Grego…



Como uma espécie de prêmio pelo “conjunto da obra”, graças ao excelente trabalho que tem feito à frente da Confederação Brasileira de Basquete desde 1997, em especial no basquete masculino nacional, que não sabe o que é disputar uma edição dos Jogos Olímpicos desde 96 (ou seja, antes de sua posse), Gerasime Boziks, o Grego, conseguiu mais uma proeza: foi eleito, POR ACLAMAÇÃO, o novo presidente da Associação de Basquete Sul-Americana (ABASU), para o mandato de 2008 a 2013.

A eleição ocorreu na última sexta-feira, no Hotel Crowne Plaza de Assunção (Par), após o encerramento do Campeonato Sul-Americano Sub-15, que por sinal foi perdido pela seleção brasileira para a Argentina (cujo basquete feminino há algum tempo era pouco mais que simplório).Se já não bastasse levar pau em todas as categorias no masculino da Argentina, agora parece que a moda será perder também no feminino…

Este é o padrão Grego de qualidade



  • Agora, Laguna… Depois desse “currículo” descrito por vc, como uma “coisa” dessa consegue ser eleito para tal cargo? Desculpe, mas não consigo compreender… É o fim da picada!Meus pesames ao basquete nacional!abraço

  • Manoel Paulo

    Vamos afundar cada vez mais… Essa agonia parece não que não tem fim…

  • Anônimo

    Eu só chego a uma conclusão: Eu estou ficando louco ! Ainda essa semana vou procurar um psiquiatra. BR

  • Bittenca

    Grego é o retrato perfeito da cartolagem nacional. Ele segue o exemplo do chefe Nuzman, que a cada quatro anos inventa um novo projeto – sempre mais caro – para a Olimpíada do Rio. Os caras se multiplicam e a Justiça e demais autoridades não fazem nada para coibir essa farra, na maioria das vezes financiada pelo imposto que nós pagamos. É uma vergonha! Forte abraço!

  • Grego vai derrubar o basquete argentino, agora.

  • É isso aí, Rodrigo. Se não conseguimos ganhar deles na quadra, vamos acabar com eles fora delas!

MaisRecentes

Confira todas as medalhas do Brasil nos mundiais de esportes aquáticos



Continue Lendo

Uma Olimpíada em 13 cidades? Acredite, esse é o sonho da Alemanha



Continue Lendo