Mais um “legado” do Pan-2007



Do Terra Esportes

2016: medalhista do Pan critica águas do Rio e lamenta escolha

A nadadora americana Kalyn Keller criticou a escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Segundo a atleta da maratona aquática, desde que atuou no Pan-Americano de 2007, no Forte de Copacabana, ela vem sofrendo com uma doença gastrointestinal.

Keller conquistou a medalha de bronze na maratona aquática do Pan, mesma prova em que a brasileira Poliana Okimoto faturou a prata.

Foi diagnosticado em Keller a Síndrome de Crohn, doença crônica intestinal, que causa danos às células imunológicas do tecido digestivo. Atualmente a doença não tem cura, mas vários tratamentos permitem o alívio dos sintomas, que são febre, dores abdominais e perda de peso.

“É como se tudo fosse acontecer de novo”, disse Keller, em entrevista ao site CNSNews. “Não quero que isso aconteça com mais ninguém”, completou a nadadora.

De acordo com Lindsay Mintenko, diretora da equipe nacional de natação dos Estados Unidos, as águas em que ocorrem esse tipo competição não são testadas, já que a Federação Internacional de Natação (Fina) não obriga que esses testes sejam feitos.

Keller cita outros acontecimentos que a deixou irritada com a escolha do Rio como sede de 2016. Segundo a atleta, nos alojamentos do Pan, não era possível tomar banho com água quente, além da alta criminalidade, que deixava os atletas longes das ruas ao anoitecer.

Em contato com o Terra, o Comitê Organizador Rio 2016 pediu para que enviássemos a matéria do CNSNews e que posteriormente iriam se pronunciar.



MaisRecentes

Hora da parada técnica



Continue Lendo

Vem aí um novo ídolo do esporte brasileiro: Hugo Calderano



Continue Lendo

Dez mulheres olímpicas que deixam o Brasil orgulhoso



Continue Lendo