Liga Diamante começa com marca espetacular no lançamento do dardo



O alemão Thomas Röllher exibe a fantástica marca obtida no lançamento do dardo, durante a etapa de Doha da Liga Diamante (Crédito: Iaaf)

O alemão Thomas Röllher exibe a fantástica marca obtida no lançamento do dardo, durante a etapa de Doha da Liga Diamante (Crédito: Iaaf)

A primeira etapa da Liga Diamante, série de provas que reúne as maiores estrelas do atletismo mundial, começou nesta sexta-feira em, Doha (QAT) sem grandes surpresas. Vários dos astros campeões olímpicos na Rio-2016 cumpriram a expectativa e venceram sem maiores problemas. Foi o caso da grega Katerina Stefandi no salto com vara feminino (4,80 m); a jamaicana Elaine Thompson, nos 200 m (22s19); do americano Christian Taylor, no salto triplo (17,25 m); ou mesmo da sul-africana Caster Semenya, nos 800m (1m56s61).

Mas o grande destaque individual da competição foi em uma prova não tão badalada aqui no Brasil. O alemão Thomas Rölher, campeão olímpico no lançamento do dardo na Rio-2016, assombrou a torcida presente ao Qatar Sports Club, com uma marca simplesmente fantástica. Ao cravar 93,90 m. Rölher tornou-se o segundo homem com melhor resultado na história da prova.

O alemão só fica atrás da lenda checa Jan Zeleny, tricampeão olímpico (Barcelona-1992, Atlanta-1996 e Sydney-2000), recordista mundial com 98,48 m e que detém ainda outras quatro marcas melhores à obtida nesta sexta-feira pelo alemão. Zeleny, que obteve seu recorde em 1996, é um dos que podem sair das estatísticas da Iaaf caso seja aprovada a revisão dos recordes proposta pela federação europeia de atletismo.

“Não esperava essa marca, ainda mais na primeira prova da temporada. Ter a segunda melhor marca da história é incrível. Foi uma prova incrível, onde todos puderam também se divertir. O treinamento de campo foi excelente”, disse Röllher ao final da competição.

Confira abaixo o vídeo do incrível arremesso de Thomas Rölher:

VEJA TAMBÉM:

Sem brasileiros, Liga Diamante de atletismo começa reformulada nesta sexta 
Para resgatar credibilidade, atletismo pode ‘apagar’ recordes históricos 
Rudisha vai atrás de novo ouro em Tóquio. Conheça outros tricampeões no atletismo

 



MaisRecentes

Pole dance, poker e pebolim (ou totó): mais novidades no programa olímpico?



Continue Lendo

Robert Scheidt desiste de Tóquio-2020 por família e falta de resultados



Continue Lendo