Sem brasileiros, Liga Diamante de atletismo começa reformulada nesta sexta



Considerada a principal competição fora Mundiais e Olimpíadas no atletismo, a Liga Diamante começa nesta sexta, em Doha (QAT) reformulada. A série que reúne os principais meetings e, por tabela as maiores estrelas da modalidade, pagará mais prêmios e tem novo sistema de disputa. Pena que a etapa inicial não contará com a presença de atletas do Brasil. Em compensação, 16 campeões olímpicos e mundiais estarão no Qatar Sports Club.

Além de pagar mais de US$ 3 milhões em prêmios, a entidade mudou profundamente o sistema de disputa da competição, que terá etapas classificatórias e duas etapas que definirão os campeões.

Nas sete edições anteriores da Liga, os vencedores de cada prova acumulavam pontos ao longo de cada etapa, sendo que o campeão poderia inclusive vencer a competição sem necessariamente ganhar a etapa final da temporada. A partir deste ano, a Iaaf resolveu tornar o evento mais atraente, especialmente ao público.

Na edição 2017, os atletas das 32 disciplinas (feminino e masculino) deverão somar pontos ao longo de 12 etapas qualificatórias. Os oito melhores terão duas etapas finais, em Zurique (SUI) e Bruxelas (BEL) para definir os campeões em cada uma das provas.

A Iaaf também mudou a premiação das etapas decisivas da Liga Diamante. Serão US$ 100.000 distribuídos em cada uma das provas em Zurique e Bruxelas, aos oito primeiros colocados. Nas etapas classificatórias, serão US$ 30 mil.

Confira o vídeo promocional da etapa de Doha da Liga Diamante

Entre as estrelas que estarão participando da etapa de Doha estão, por exemplo, o americano Justin Gatlin, que ao lado do canadense Andre de Grasse e do jamaicano Asafa Powell, estarão duelando nos 100 m masculino. Outra prova que promete ser empolgante são os 200 m rasos feminino, com a jamaicana campeã olímpica Elaine Thompson, correndo ao lado da holandesa Dafne Schippers, prata na Rio-2016.

A sul-africana Caster Semenya, campeã olímpica nos 800 m, também competirá em Doha. O salto triplo masculino contará com o medalhista de ouro no Rio de Janeiro, o americano Christian Taylor, que tem como sua melhor marca impressionantes 18,21 m. Outra atração será o queniano Julio Yego, campeão mundial no lançamento de dardo em 2015, que se desenvolveu na modalidade acompanhando vídeos no YouTube.

Confira o calendário 2017 da Liga Diamante

Etapas qualificatórias
5/5 – Doha (QAT)
13/5 – Xangai (CHN)
27/5 – Eugene (EUA)
8/6 – Roma (ITA)
15/6 – Oslo (NOR)
18/6 – Estocolmo (SUE)
1º/7 – Paris (FRA)
6/7 – Lausanne (SUI)
9/7 – Londres (ING)
16/7 – Rabat (MAR)
21/7 – Monaco (MON)
20/8 – Birmingham (ING)

Etapas finais
24/8 – Zurique (SUI)
1º/9 – Bruxelas (BEL)

VEJA TAMBÉM:

Para resgatar credibilidade, atletismo pode ‘apagar’ recordes históricos 
Caio Bonfim pode ser a boa surpresa do atletismo brasileiro em 2017 
Escândalo do doping deve deixar a Rússia fora do Mundial de atletismo



MaisRecentes

Seleção brasileira é definida para o Mundial de atletismo. Confira a lista



Continue Lendo