Judô e atletismo do Brasil têm um domingo impecável



Se fossem fazer um balanço deste domingo (28), judô e atletismo brasileiros não teriam motivos para reclamar. Resultados de duas importantes competições encerradas hoje mostraram um saldo extremamente positivo para as duas modalidades, na reta final da preparação para os Jogos Pan-Americanos de Lima-2019.

 

Alison dos Santos obteve o quarto melhor tempo do ano nos 400 m com barreiras no GP Brasil de Atletismo (Crédito: Ricardo Bufolin/CBAt)

Em sua 35ª edição, o Grande Prêmio Brasil de atletismo, que foi realizado pela primeira vez na cidade de Bragança Paulista (SP), trouxe uma luz no fim do túnel da modalidade. Após um 2018 que começou terrível, com o fechamento da tradicional equipe BM&F, a maior do país, o atletismo viu a temporada terminar com um sopro de esperança.

Pela primeira vez na história, a modalidade emplacou seis atletas no top 10 do ranking de suas respectivas provas. Isso em uma temporada que viu investimentos regredirem de forma implacável.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga

Eis que 2019 começa e os bons resultados seguem no mesmo ritmo. Em Bragança, o principal deles foi obtido pelo garoto Alison dos Santos, de apenas 18 anos. Ele venceu a prova dos 400 m com barreiras com o tempo de 48s84. Esta marca significou o novo recorde sul-americano sub-20 e a quarta melhor do mundo no ranking adulto da IAAF (Associação das Federações Internacionais de Atletismo).

Ele também ratificou sua vaga para o Pan de Lima e assegurou um lugar na equipe que irá ao Mundial de Doha.

Mas não foi só Alison que brilhou neste domingo. Gabriel Constantino, oitavo do mundo em 2018 nos 110 m com barreiras, mostrou competência nos 200 m, ao ficar em segundo lugar, com o tempo de 20s21, marca que lhe deu um lugar na turma que vai ao Qatar no Mundial.

Na semana passada, outro nome da nova geração já havia mostrado suas credenciais. Na prova do salto triplo, Alexsandro Melo, de apenas 23 anos, cravou na Bolívia a segunda melhor marca do mundo na prova (17,31 m), comprovando a ótima tradição brasileira no triplo.

O atletismo brasileiro ainda viveu um momento especial no domingo longe de Bragança Paulista. Na maratona de Londres (ING). o carioca Daniel Chaves terminou em 15º lugar, mas o tempo de 2h11m1os lhe deu os índices para o Pan de Lima e para o Mundial de Doha.

Melhor ainda é que este tempo supera o índice para a Olimpíada de Tóquio estabelecido pela Iaaf. Como a CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) ainda não definiu os critérios da convocação olímpica, a presença de Chaves nos Jogos de 2020 ainda não pode ser confirmada. Mas é possível cravar que o Brasil jé tem um índice olímpico alcançado na maratona.

Judô leva título no Peru

Em um evento que contava importantes pontos para o ranking mundial, a seleção brasileira de judô confirmou seu favoritismo no Pan-Americano da modalidade, encerrado domingo, em Lima (PER). Além de ajudar a definir a equipe que disputará os Jogos de Lima, em julho, testou as instalações do Pan.

Judocas do Brasil comemoram a boa campanha no Pan-Americano da modalidade (Crédito: CBJ)

O saldo brasileiro na competição foi de 15 medalhas individuais: quatro de ouro, oito de prata e três de bronze. O Brasil ainda faturou mais um ouro, na competição por equipe mista.

Aí, me parece, que pintou o grande destaque brasileiro neste Pan. Com apenas 20 anos, Beatriz Souza, na categoria + 78 kg, obteve duas importantes vitórias sobre a cubana Idalys Ortiz, atual campeã olímpica, na competição por equipes. Uma delas na luta-desempate, quando superou uma lesão na mão direita e bateu a fortíssima cubana. O resultado confirmou o título brasileiro.

Definitivamente, judô e atletismo do Brasil viveram um doce domingo olímpico.

VEJA TAMBÉM:

Erica Sena assegura primeiro índice do Brasil no atletismo em Tóquio-2020 
Tradição brasileira no salto triplo mostra sua força em dose dupla 
Com time principal, Brasil disputa Pan de judô por vagas em Lima-2019 
Confira o calendário completo de provas do Pan de Lima-2019