Iziane é mesmo um caso perdido



Do blog Painel do Basquete Feminino

Voltar a vestir a camisa da seleção brasileira de basquete. Este é o sonho da ala maranhense Iziane Marques, que está de férias em São Luís. Nesta terça-feira (29), Iziane esteve no programa “Fontenele Comenta”, da Rádio Mirante AM, e deixou bem claro que seu retorno está atrelado à saída de Paulo Bassul do comando técnico.

Para Iziane, as portas da seleção brasileira “estão abertas”, uma vez que Paulo Bassul, pode não renovar seu contrato com a Confederação Brasileira de Basquete (CBB). Se isso se confirmar, aumentariam significativamente as chances da maranhense retornar à seleção.

– A seleção está em aberto. As portas estão abertas. Estou em contato com a diretora da CBB, que é a Hortência, e eu vou ter uma conversa com ela pessoalmente. Provavelmente, acho que as notícias vão ser boas em 2010. Ele [Paulo Bassul] está sem contrato. A seleção brasileira hoje não tem um técnico. A nossa questão está bem definida. Já conversei com a Hortência e deixei bem claro que é uma situação é ruim para todo mundo. Não é uma questão ali de rixa. Pelo jeito que a conversa vai, parece que ele não deve ficar – disse.

Iziane Marques, que é atleta do Atlanta Dreams, clube que disputa a liga norte-americana da WNBA, considerou como positivo o ano de 2009, apesar de ter ficado de fora da seleção brasileira.

– Esse ano foi ótimo pra mim. Eu fecho o ano com chave de ouro. Eu tive grandes competições. Grande rendimento. Foi um ano de vitórias – finalizou.

Iziane x Bassul
O clima ruim entre o treinador e a jogadora ficou à mostra durante a partida entre Brasil e Bielorrússia, jogo válido pelo Pré-Olímpico de Basquete, realizado em Madri, na Espanha, em 2008. Na ocasião, Iziane discutiu com Bassul e se recusou a entrar em quadra. O resultado da indisciplina da maranhense foi o seu afastamento da seleção brasileira.

Logo após o incidente, Iziane garantiu que não trabalharia mais com o treinador. E parece mesmo que aquela decisão continua a valer. No entanto, a atleta maranhense vê com bons olhos a possibilidade de retornar à seleção, o que significaria assim, a despedida de Bassul do comando técnico da seleção.

Paulo de Tarso Jr
Fonte: Imirante.com

Comentário: Na boa, gente. Dia 30 de dezembro e ninguém merece mais um capítulo dessa enfadonha novela. Nem essas especulações se Bassul e Moncho continuam. Na minha cabeça, já passou até a (maluca) hipótese de que a CBB ande querendo economizar salário dando esses meses de folga aos seus dois principais treinadores.
Das declarações de Iziane à emissora de rádio, faço duas observações:

(1) Não sei até onde vai esse processo público de fritura de Bassul. Se mantido, como vai ficar perante o universo do basquete e as outras jogadoras ao convocar novamente uma atleta (Iziane) que explicita de forma tão direta assim suas divergências com o treinador? Hortência (com quem Iziane diz que irá se encontrar) apóia essas declarações em forma e conteúdo? Alguém conhece a palavra ‘hierarquia’? Ou Iziane é a dona da CBB, digo, do mundo?

(2) É de se lamentar que o tempo passe e voe, mas nenhuma evolução seja perceptível no comportamento de Iziane. A cestinha é de uma falta de inteligência e de humildade em suas declarações que beiram o absurdo. Com esse comportamento de menina mimada, até onde ela acha que vai? Que ídolo esportivo pode se tornar exemplo ou mesmo vencedor aprisionado a uma visão tão egocêntrica dentro de um esporte coletivo? Parece um daqueles casos patológicos, em que a pessoa carrega sua doentia teimosia até o fim, mesmo que isso signifique a destruição de outros e até a sua própria.



  • Anônimo

    A DONA DA BOLA

    Abaixo o link que explica o porque da Iziane estar fazendo e dizendo o que quer e a entidade ter se calado deixando o técnico sozinho no processo. Como todos sabem a Eletrobrás é a patrocinadora da CBB e está sob o domínio da família Sarney.
    Basta ler os parágrafos abaixo da foto dela com o senador e não é preciso dizer mais nada…
    Será que o Paulo Bassul tem idéia do que está enfrentando e de que pode estar sendo traído pela própria entidade?

    http://colunas.imirante.com/bigua/2009/12/30/vem-ai-o-projeto-liberdade-com-basquete/

MaisRecentes

Ao tentar inovar, Fiba cria uma grande confusão no basquete mundial



Continue Lendo

Comissão de Atletas precisar ir além das cartas para buscar seu espaço no COB



Continue Lendo

Do que têm tanto medo os cartolas olímpicos brasileiros?



Continue Lendo