Heróis de PyeongChang #1: Ireen Wust



Ireen Wust comemora a vitória nos 1.500 m da patinação de velocidade na Olimpíada de PyeongChang (Crédito: Mladen Antonov/AFP)

Esta série do blog começa na verdade com uma heroína. A emoção da holandesa Ireen Wust, às lágrimas, festejando a conquista da medalha de ouro após a prova de 1.500 m da patinação de velocidade da Olimpíada de PyeongChang, nesta segunda-feira (12), era plenamente justificável. Afinal, ela havia acabado de alcançar um feito histórico nos Jogos de Inverno.

A vitória obtida na Arena de patinação de Gangneung significou a 10ª medalha olímpica no currículo de Wust. Ninguém jamais fez algo semelhante na patinação artística. Dois dias antes, na prova dos 3.000 m, ela já tinha igualado a recordista anterior, a alemã Claudia Pechstein (9 medalhas, cinco de ouro). Além de ter uma a mais no total, Wurst já igualou a alemã em medalhas de ouro.

Perto da aposentadoria, Ireen Wust poderá aumentar até o final da Olimpíada, que deve ser sua última competição. Nesta quarta-feira (14), ela participa dos 1.000 m e a partir do dia 19, inicia a disputa da perseguição por equipes. Mais medalhas à vista?

Quem é ela

Nome: Ireen Wust
Idade: 31 anos (1º/4/1986)
Altura: 1,68 m
Peso: 60 kg

Principais conquistas

Em Olimpíadas: Turim-2006: ouro nos 3.000 m  e bronze nos 1.500 m; Vancouver-2010: ouro nos 1.500 m; Sochi-2014: ouro nos 3.000 m e perseguição por equipes, prata nos 1.000 m, 1.500 m e 5.000 m

Em Mundiais: 9 títulos e 13 vice-campeonatos individuais e por equipes desde 2007

Ranking: 10º lugar geral na temporada 2017/18 (melhor ranking 1º lugar na temporada 2012/13)

VEJA TAMBÉM:

Os problemas da Olimpíada de PyeongChang e a crítica seletiva 
Abertura da Olimpíada de PyeongChang foi uma vitória do esporte 
Delegação do Brasil encolhe 30% nos Jogos de Inverno em quatro anos 
Doping da Rússia continua dando muita dor de cabeça para o COI 
Fique por dentro da Olimpíada de PyeongChang em 18 números 
Noruegueses traídos pelo Google tradutor em PyeongChang



MaisRecentes

As falhas de Isadora Williams não diminuem sua grandeza em PyeongChang



Continue Lendo

Campeã olímpica Rafaela Silva sofre racismo da PM no Rio de Janeiro



Continue Lendo

Heróis de PyeongChang #5: seleção americana feminina de hóquei no gelo



Continue Lendo