Fala, Ênio Vecchi!



“É um trabalho que exige paciência, a gente sabe que não vem do dia para a noite. O Brasil é um celeiro de grandes jogadoras. Tem que ter paciência: às vezes, o resultado não é bom, mas o trabalho é excelente e vice-versa. Vamos plantar a semente mantendo o que está bom”

Ênio Vecchi, em reportagem publicada no iG Esporte, já preparando os fãs do basquete brasileiro para os novos (e duros) tempos que virão daqui para frente.



  • Anônimo

    Quem é você Marcelo Laguna..pelo que vi, vc é um baita corneteiro. Deve ser um frustrado no que faz que adora criticar por criticar. Se vc já atuou no basquete, o que duvido muito, deve ter sido um fracassado. Vai fazer um tratamento psiquiárico e curar suas frustrações e deixa quem milita no basquete trabalhar.

  • Você, que um (ou uma)convarde, que se esconde atrás do teclado de um computador, o que fez pelo basquete brasileiro? Provavelmente nada, também, do contrário não seria covarde em escrever de forma anônima. Jornalista tem o direito de criticar o que acha errado. Já você, não sei atendendo a quais interesses perde tempo em escrever de forma anônima. Se liga, covardão (ou covardona)!

MaisRecentes

Sonho de Budapeste para os Jogos de 2024 pode terminar nesta quarta-feira



Continue Lendo

Falta patrocínio no esporte brasileiro? O rúgbi não tem do que reclamar



Continue Lendo

Oscar Schmidt no All-Star da NBA alivia a depressão do basquete brasileiro



Continue Lendo