Evander Holyfield tenta nocautear o tempo



Dentro de mais algumas horas, o peso pesado americano Evander Holyfield tentará o nocaute mais difícil de sua carreira. Aos 44 anos, quatro vezes campeão mundial dos pesos pesados, Holyfield busca o quinto título diante do russo Sultan Ibragimov, 12 anos mais novo. O combate vale pelo cinturão da Organização Mundial de Boxe (OMB) e acontecerá em Moscou.

Nada tenho contra a pretensão de alguém desafiar o tempo – melhor ainda manter seus sonhos vivos independentemente da idade do que ficar vendo a vida passar sem nenhuma perspectiva. Só que no boxe esta brincadeira pode ser um pouco perigosa.

Holyfield foi um dos maiores pesos pesados da história. Não tinha a pegada de Mike Tyson, por exemplo, mas possuía uma técnica incrível. Por ter lutado muito tempo como peso cruzador, possuía uma agilidade que lhe dava enorme vantagem dentro do ringue.

George Foreman provou que um veterano pode muito bem ser campeão do mundo – ele reconquistou o cinturão com 45 anos. Mas o boxe não costuma perdoar a falta de reflexo ou de uma pegada menos poderosa.

Para os arquivos, eis o cartel de Holyfield: 52 lutas, sendo 42 vitórias (27 por nocaute), oito derrotas e dois empates.



MaisRecentes

Rúgbi feminino do Brasil disputa nova etapa da Série Mundial e seca Espanha



Continue Lendo

Índice para Mundial, estrela confirmada e patrocínio renovado agitam atletismo



Continue Lendo

Dor de barriga atrapalha líder do Giro da Itália de ciclismo. Veja o vídeo



Continue Lendo