Este é o organizado vôlei brasileiro?



Comentário do blog: se isso aí ocorresse no basquete, caia até o presidente da CBB…

Do UOL – 29/9/2010


Primeiro treino do Brasil em Ancona tem repórter em quadra e tietagem de zebra


Roberta Nomura
Em Ancona (Itália)


Após um dia sem trabalho com bola, a seleção brasileira masculina foi fazer o reconhecimento do ginásio Palarossini, em Ancona, nesta quarta-feira. O primeiro treino na nova casa do Brasil no Campeonato Mundial teve a participação de repórter de TV para suprir a ausência de Marlon e tietagem da zebra Camarões.


Marlon ainda se recupera de problemas de saúde. O levantador está com suspeita de Doença de Crohn (inflamação crônica no intestino) e o resultado da biópsia realizada deve sair até esta quinta-feira. Mesmo se tiver uma recuperação clínica, o jogador deve perder toda a segunda fase porque ainda está debilitado e de 4 a 5 kg mais magro.


Em Verona, a comissão técnica convidou Maurizio Latelli, do time local, para render Marlon em um treino. O jogador italiano se revezou em quadra com o brasileiro. Ao ter a confirmação da ausência de Marlon, Bernardinho descartou improvisar e disse que esperava contar sempre com atletas emprestados.


Nesta quarta-feira, o repórter do canal Sportv Alexandre Oliveira foi o escolhido por Bernardinho. O ex-levantador utilizou o uniforme do médico da seleção Álvaro Chamecki para participar da atividade. O jornalista atuou como jogador profissional de 1990 a 2005 e chegou a ser campeão da Superliga pela Unisul na temporada 2003/2004, quando era reserva de Marcelinho. Na ocasião, Bruninho era o terceiro levantador.


“Em qualquer bola eles falavam, elogiavam. Mas eu acertei algumas boas e eles viravam e diziam: ‘muito bom’. Os caras foram superligais. Foi inesquecível. Quando você começa a carreira profissional tem a intenção de chegar à seleção, mas falta alguma coisa. E quando você para de jogar, está do outro lado para contar histórias, recebe um convite assim. Foi muito bom poder ajudar. Pena que foi tão rápido”, disse Alexandre Oliveira.



MaisRecentes

“Infelizmente, nosso esporte é muito imediatista”, diz Felipe Wu



Continue Lendo