Herói olímpico dos EUA desafia escândalo sexual no Mundial de taekwondo



O americano Steven Lopez (de azul), duas medalhas olímpicas de ouro no taekwondo, é investigado por abuso sexual (Crédito: USA Team)

A lista de participantes do Campeonato Mundial de taekwondo em Muju (Coreia do Sul) ainda não foi anunciada oficialmente. Mas assim que sair, os Estados Unidos terão que lidar com uma situação constrangedora. E o que é pior, envolvendo um dos principais nomes do país na modalidade.

Steven Lopez é uma espécie de lenda no taekwondo americano. Participou de cinco edições dos Jogos Olímpicos, tendo conquistado duas medalhas de ouro (Sydney 2000 e Atenas 2004), além de um bronze (Londres 2012). Foi ainda cinco vezes campeão mundial, sempre na categoria até 80 kg. Um currículo impecável, certo?

Só que Lopez, de 38 anos, é acusado de abuso sexual.

O caso não é novo, contudo. A denúncia foi feita há dois anos por quatro companheiras de equipe de Lopez e envolve ainda o seu irmão mais velho, Jean, um dos treinadores da seleção americana. O caso foi publicado pelo jornal “USA Today”. Na semana passada, os irmãos Lopez negaram as acusações.

Uma das vítimas, Mandy Meloon, afirmou ao jornal que ela foi estuprada e abusada por Steven em uma competição realizada no Cairo (Egito), enquanto Heidi Gilbert alegou ter sido abusada por Jean. “Não fiz nada, absolutamente nada, nenhum tipo de comportamento inapropriado com qualquer mulher”, defendeu-se Steven Lopez.

O caso tem sido investigado tanto pelo comitê olímpico americano (USOC) quanto pelo próprio FBI. Mas os dirigentes têm sido cautelosos em aplicar alguma punição, talvez pelo peso da história do bicampeão olímpico. Tanto que ele foi autorizado a competir na Olimpíada Rio-2016, tendo sido derrotado na disputa pela medalha de bronze pelo tunisiano Ossama Oueslati.

A federação americana de taekwondo trata o caso com um zelo até excessivo, diante da gravidade. A entidade alega ter contratado uma auditoria independente para investigar as acusações – investigação essa que já dura há mais de dois anos, é bom ressaltar.

O fato é que se Steven Lopez, mesmo com toda sua história, estiver confirmado na lista de inscritos para o Mundial que começa neste sábado, será impossível disfarçar o constrangimento, para dizer o mínimo.

VEJA AINDA:

Com medalhista olímpico, Brasil estreia sábado no Mundial de taekwondo
Taekwondo traz medalhas e rúgbi vai bem na Austrália 
Cartola do taekwondo detona Anderson Silva após cascata olímpica



MaisRecentes

Robert Scheidt desiste de Tóquio-2020 por família e falta de resultados



Continue Lendo

Cartola projeta recorde de 30 ouros para o Japão nos Jogos de Tóquio-2020



Continue Lendo