Enquanto o Moncho não vem, seleção masculina de basquete vai de Chupeta



Todo mundo já sabe que o espanhol Moncho Monsalve será o técnico da seleção masculina de basquete durante o Pré-Olímpico da Grécia, última chance de classificação para os Jogos de Pequim. Mas antes do Pré-Olímpico haverá o Campeonato Sul-Americano, que será realizado de 1º a 6 de julho no Chile. Só que nesta competição o time não terá ainda o espanhol no banco de reservas. Nesta quinta-feira, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) confirmou o nome de Paulo Teixeira Sampaio como treinador para esta competição. Quem???

Para quem não acompanha tanto o basquete, Paulo Sampaio é o famoso Chupeta, atual técnico do Flamengo. É fato que sob seu comando, o Flamengo fez boa campanha na Liga Sul-Americana, chegando até a decisão, quando perdeu para o Corrientes, da Argentina na quinta partida.

No Nacional (que não conta com a participação de clubes de São Paulo), o time carioca fez a melhor campanha na primeira fase e acabou se de classificar para as semifinais.


Mas, sinceramente, qual o currículo de Chupeta para dirigir a seleção brasileira? O tricampeonato do “forte” Campeonato Carioca (2005/06/07), e o vice-campeonato brasileiro, também pelo Flamengo (como assistente técnico) em 2000 e 2004. É muito, muito pouco.

Na seleção, ele terá como assistente o também “conhecido” Christiano Pereira, que foi assistente de José Neto na campanha do Mundial Sub-19 de 2007, quando o Brasil ficou em quarto lugar.

Só para refrescar a memória, eis alguns dos técnicos que já comandaram a seleção brasileira: Togo Renan Soares, o Kanela, Ary Vidal, Cláudio Mortari, Renato Brito Cunha, Hélio Rubens…será que o Chupeta pode ser comparado a eles?

Tudo bem que até o Ênio Vecchi já treinou o Brasil, mas aí é outra história….

Foto: Chupeta (à esquerda) e Christiano Pereira

Crédito: divulgação/CBB


  • Uma seleção que já teve Lula Ferreira e o Medaglia (?) como técnicos pode chamar qualquer um para treiná-la.

MaisRecentes

Se revogar a suspensão da Rússia, o COI perderá o respeito no combate ao doping



Continue Lendo

As falhas de Isadora Williams não diminuem sua grandeza em PyeongChang



Continue Lendo

Campeã olímpica Rafaela Silva sofre racismo da PM no Rio de Janeiro



Continue Lendo