Antes de virar olímpico, os e-Sports podem se tornar pan-americanos



Imagem de divulgação do Pan-Americano de Santiago-2023, que poderá ter a presença dos e-Sports no programa de competições (Crédito: Panam Sports)

Sonho de consumo entre muitos defensores da entrada de novas modalidades nas Olimpíadas, os e-Sports ainda estão longe de ter o desejo realizado. O COI (Comitê Olímpico Internacional) ainda vê com muitas ressalvas a possibilidade do popular videogame entrar em seu programa esportivo. Mas a porta de entrada nos grandes eventos internacionais pode acontecer em uma competição relevante, os Jogos Pan-Americanos.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga

Na prática, a estreia dos e-Sports em uma competição poliesportiva aconteceu há cerca de dois anos, quando da ocasião dos Jogos Asiáticos de 2018. Mas é inegável o peso da repercussão e no retorno de marketing que haveria com a nova modalidade sendo adotada pelo Pan.

Segundo publicou o site “Inside the Games”, já existem conversas para que os e-Sports possem entrar no programa esportivo do Pan-Americano de Santiago-2023.

De acordo com a reportagem, David Lappartient, que é presidente da UCI (União Ciclística Internacional) e também lidera o grupo de trabalho dos e-Sports dentro do COI, houve uma conversa com Neven Ilic, presidente da Panam Sports, entidade que organiza o esporte das Américas. O resultado da conversa foi bem positivo para os esportes virtuais.

VEJA TAMBÉM:

Sonho olímpico dos e-Sports fica mais distante após reunião do COI 
Breakdancing olímpico? A opção urbana do COI para ‘salvar’ a Olimpíada
COI deixa no ar que ‘vídeo-game’ pode se tornar olímpico em breve

Lappartient disse na reportagem que a ideia de Ililic é levar a ideia para votação na próxima reunião do conselho executivo da Panam Sports. Neste encontro, que acontecerá em março, será fechado o programa esportivo dos Jogos de Santiago. Dentro da entidade, se fala em uma grande reforma do programa esportivo do Pan. Mas os 28 principais esportes do programa olímpico estarão presentes. Destes, a ideia é que 25 sejam qualificatórios para a Olimpíada de Paris-2024.

Para quem acha pouco provável a presença dos e-Sports no Pan de 2023, apenas por não ser olímpico, um aviso. Várias modalidades que acontecem no Pan-Americano também não têm este status. As mais badaladas são o squash, boliche e até mesmo o fisiculturismo, que debutou na última edição dos Jogos, em Lima-2019.

Portanto, fãs e “haters” dos e-Sports, coloquem no radar o próximo mês de março. Pode ter novidade (ou não) por aí.