Dois pitacos sobre a seleção brasileira



1) Alguns jogadores nasceram iluminados. É o caso deste menino Alexandre Pato. Só mesmo alguém que é especial entra em campo, num jogo que caminhava fácil para o empate, tem a felicidade de estar perto do goleiro, aproveita a lambaça feita pelo sueco e, quase sem olhar, faz um golaço, garantindo a vitória do Brasil por 1 a 0 sobre a Suécia. Tudo isso em sua primeira partida oficial pela seleção brasileira principal! O destino parece reservar um futuro brilhante e este garoto;

2) Não há justificativa para o festival de bobagens disparadas pelos jogadores da seleção, ao serem perguntados a respeito da equipe que ganhou a primeira Copa do Mundo para o Brasil, em 1958. Alguns, como Luís Fabiano, não sabiam dizer sequer um nome de um jogador que integrou aquela equipe, argumentando que nasceram anos depois. Seria a mesma coisa que alguém dizer que jamais ouviu falar de Pedro Álvares Cabral, só porque nasceu depois de 1500!!! O que estes jogadores, muitos deles ganhando rios de dinheiro no exterior, é que se eles chegaram onde estão devem demais aos heróis de 58. E deveriam saber de cor e salteado a escalação daquele time!


MaisRecentes

Brasileiros sonham receber bronze do revezamento de 2008 nos Jogos de Tóquio



Continue Lendo

Brasil define equipe para o Mundial de ginástica artística



Continue Lendo

México-1968 marcou o fim do ‘romantismo’ nos Jogos Olímpicos



Continue Lendo