Do blog do José Cruz



Texto retirado do ótimo blog do jornalista José Cruz, mostrando que não será nada fácil a vida da imprensa crítica e que não adere à turma do oba-oba até 2016…

Censura olímpica
Luiz Roberto Magalhães é um repórter muito atento na cobertura em que trabalha.

Ele foi destacado pelo Correio Braziliense para ir à Dinamarca. De lá envia diariamente excelente material. Sem exageros.

Hoje, ele foi à coletiva da delegação brasileira e fez uma pergunta oportuna e inteligente ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mais ou menos assim:

“Depois de ter sido vaiado na cerimônia de abertura dos Jogos Pan-americanos, em 2007, como o Senhor se sente retornando vitorioso ao Rio de Janeiro, tendo participado ativamente da campanha carioca que levou à conquista da sede olímpica?”

Lula começou a responder e foi, abrupta e indelicadamente, interrompido pelo governador do Rio, Sérgio Cabral, que passou a falar em nome da maior autoridade do país.

O constrangimento de Lula ao ser interrompido foi visível.

Censura
Pior veio depois da coletiva, quando o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, censurou Luiz Roberto, criticando-o severamente, pela pergunta.

O repórter deu uma resposta elementar para quem convive com a liberdade de imprensa:
“Eu simplesmente fiz uma pergunta jornalisticamente correta”.
E complementou:
“Sua esposa (Márcia Peltier), que também é jornalista, sabe bem sobre isso”

Márcia não gostou do comentário e, solidária ao marido, engrossou a censura.

Amostra
Na festa da conquista carioca à sede dos Jogos de 2016 tivemos uma amostra de como a imprensa nacional será tratada daqui para frente.

Ou se faz perguntas dentro do roteiro pré-estabelecido ou seremos censurados em público.

A democracia brasileira que o COB exaltou na argumentação da candidatura do Rio não vale para as relações com a imprensa.



  • Sérgio

    Ué, pelo que eu vejo no texto ele não foi impedido de fazer a pergunta, não é?

    Ele somente criticou a pergunta, é um direito dele.

    Não sou defensor do Nuzman, pelo contrário, não confio nele. Mas nessa vez (baseado no que está escrito no post) ele não fez nada de errado.

    O unico problema nessa situação é o ego de vários jornalistas, que não aceitam criticas…

MaisRecentes

Fora da Odepa, Nuzman precisa se preocupar com o esporte do Brasil



Continue Lendo

Em disputa acirrada, Nuzman tenta presidência da Odepa nesta quarta



Continue Lendo

Em semana decisiva na Odepa, Nuzman ganha cargo em Tóquio-2020, diz site



Continue Lendo