Debate para eleição do COB mostra uma nova fase do esporte brasileiro



Os candidatos à vice-presidência do COB, que participarão de um debate em São Paulo nesta quarta-feira (Crédito: Divulgação)

Nesta nova fase pela qual passa o esporte olímpico brasileiro, desde a prisão temporária e consequente renúncia de Carlos Nuzman no comando do COB (Comitê Olímpico do Brasil), um fato marcante acontecerá nesta quarta-feira. Pela primeira vez, será organizado um debate com candidatos a um cargo na entidade.

Com a passagem de Paulo Wanderley a presidência após a renúncia de Nuzman, o cargo de vice-presidente ficou vago. O COB anunciou então a organização de uma eleição para definir o novo vice. Além disso, no mesmo pleito serão escolhidos dez integrantes para o Conselho de Administração e cinco para o Conselho de Ética. Todos estes cargos foram criados no novo estatuto do COB, aprovado no final do ano passado.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga 

Três candidatos decidirão concorrer à vaga. São eles Marco La Porta (presidente da Confederação de Triatlo, Marcel de Souza (ex-ala da seleção de basquete) e José Medalha (ex-técnico da Seleção masculina de basquete). A Sou do Esporte, ONG que que promove ações para o desenvolvimento do esporte brasileiro, decidiu então organizar um inédito debate nesta quarta-feira, no Auditório Demarest, na Av. Pedroso de Morais, 1201, em São Paulo, a partir das 14h. O evento será aberto ao público mas terá também transmissão ao vivo pelo Facebook (https://www.facebook.com/SouDoEsporte/).

“Quando percebi que os interesses de alguns grupos estavam acima da verdadeira democracia esportiva, me vi na obrigação, por meio da Sou do Esporte, de apresentar à sociedade esses candidatos. Ao mesmo tempo, este debate mostra aos indicados que o compromisso deles é com o desenvolvimento do esporte e a gestão responsável de recursos públicos”, diz Fabiana Bentes, presidente da Sou do Esporte.

“O esporte é um bem universal e precisamos mudar o hábito das indicações políticas com interesses privados no âmbito esportivo. Felizmente, todos eles aceitaram imediatamente o convite para esta conversa, revelando que a democracia faz parte de suas agendas”, completou Fabiana.

VEJA TAMBÉM:

Velha cartolagem perde espaço no COB em eleição de novo vice 
Marcel como vice-presidente do COB seria uma ótima notícia 
‘Velha guarda’ da cartolagem busca vaga em novo conselho do COB 
Recuo de cartolas a favor de mais atletas no COB foi por medo e não convicção 
Pressão por mudanças no COB chega até do ministério do Esporte 
A Queda da Bastilha do esporte brasileiro



MaisRecentes

As homenagens à Jaqueline Silva e Geraldo Bernardes no Prêmio Brasil Olímpico



Continue Lendo

Volta de Robert Scheidt seria excelente para a vela do Brasil



Continue Lendo

Sonho olímpico dos e-sports fica mais distante após reunião no COI



Continue Lendo