Rudisha vai atrás de novo ouro em Tóquio. Conheça outros tricampeões no atletismo



O incrível queniano David Rudisha, bicampeão olímpico nos 800 m em Londres-2012 e Rio-2016,  anunciou que tem planos para fazer história no atletismo. Em uma entrevista para uma televisão da Índia, o também recordista mundial da prova afirmou que pretende buscar o tricampeonato olímpico em Tóquio-2020. Se tiver êxito, será o primeiro atleta a conseguir este feito nos 800 m.

“Sei que não é fácil permanecer no topo por três Olimpíadas consecutivas. Normalmente dizem que você pode alcançar seu ápice em uma ou no máximo duas edições dos Jogos. Conquistar este terceiro ouro seguido é meu grande objetivo”, afirmou Rudisha.

Caso alcance o feito na próxima Olimpíada e conquiste sua terceira medalha de ouro, o queniano conseguirá entrar em um seleto clube de tricampeões olímpicos no atletismo.

 VEJA TAMBÉM:

As aposentadorias precoces no esporte olímpico 
Brasil tem duas indicações entre os finalistas do Laureus 2017 
Thiago Braz sonha com voos mais altos 
O calendário 2017 do esporte olímpico
Orçamento de Tóquio-2020 prova que a conta do COI não fecha

Na galeria que abre este post, você pode conferir todos os atletas que faturaram três ouros olímpicos consecutivos. O mais badalado deles é o jamaicano Usain Bolt, que no Rio de Janeiro completou a sequência de três ouros em três provas diferentes  duas provas diferentes: 100 e 200 m,  que começaram em Pequim-2008 e seguiram em Londres-2012. Ele seria tricampeão também no revezamento 4 x 100 m, só que o doping revelado esta semana de seu companheiro de equipe Nesta Carter, em Pequim, deixou Bolt com dois ouros nesta prova.

A Rio-2016 também consagrou outro tricampeonato, o da americana Allyson Felix, três vezes campeã olímpica no revezamento 4 x 400 m nas últimas três Olimpíadas.

A lista tem nomes das primeiras edições olímpicas, como os americanos Ray Ewry (salto em altura e salto em distância) e John Flanagan (lançamento do martelo), tricampeões olímpicos nos Jogos de Paris-1900, St. Louis-1904 e Londres-1908.

E a lista contém até mesmo quem foi tetracampeão, casos da lenda do esporte mundial, o americano Carl Lewis, no salto em distância, o seu compatriota Al Oerter, tetra no lançamento do disco, e o polonês Robert Korzeniowski, com três ouros na marcha atlética 50 km e outro na prova de 20 km.

Se Rudisha atingir seu objetivo e faturar o tri em Tóquio, o clube dos tricampeões olímpicos do atletismo ganhará um de seus mais incríveis integrantes.



MaisRecentes

Isadora Williams consegue feito histórico em PyeongChang



Continue Lendo

Tiago Splitter merecia um basquete brasileiro melhor



Continue Lendo

Quando o assunto é doping, a Rússia realmente não se ajuda



Continue Lendo