Com sofrimento, ciclismo de pista quebra jejum e Brasil já tem 410 classificados na Rio-2016



Gideoni Monteiro conseguiu carimbar sua classificação olímpica no Mundial de Londres (Crédito: CBC)

Gideoni Monteiro carimbou sua classificação olímpica no Mundial de Londres (Crédito: CBC)

A vaga estava praticamente assegurada, mas ainda assim precisou ser confirmada com algumas boas doses de sofrimento. Mesmo encerrando a disputa da prova do omnium do Campeonato Mundial de ciclismo de pista, disputado em Londres (ING), apenas na 18ª e antepenúltima posição, o brasileiro Gideoni Monteiro assegurou sua presença nos Jogos Olímpicos Rio-2016. A campanha no Mundial fez com que ele fechasse o ranking olímpico na 15ª posição, ficando entre os 18 países que se classificaram para o Rio de Janeiro.

Monteiro conseguiu encerrar um jejum de 24 anos de ausência do Brasil no ciclismo de pista em Olimpíadas. A última vez que isso aconteceu foi em Barcelona 1992, com Fernando Louro, na prova por pontos.

>>> Relembre: Mundial pode cravar retorno do Brasil ao ciclismo de pista

Teoricamente, a vaga sacramentada em Londres pertence ao país, dependendo da CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo) a confirmação do nome que irá ocupá-la, mas na prática o dono é mesmo Gideoni Monteiro, melhor nome do Brasil nesta prova, um verdadeiro teste de resistência para os ciclistas, pois reúne a disputa de seis competições diferentes em apenas dois dias de disputa.

“Estou muito feliz de conseguir essa vaga olímpica. Foram dois anos de muita luta. Agradeço a todos que me ajudaram. Boa parte dos ciclistas que vão estar nos Jogos estavam aqui em Londres, então foi muito bom encarar essa pequena prévia. Tivemos mais um dia muito complicado, mas fui conversando com o técnico e consegui me manter centrado para somar os pontos necessários para garantir o Brasil na Rio-2016”, afirmou Monteiro ao site oficial da CBC.

>>> E mais: As vagas do Brasil nos Jogos Rio-2016

A classificação do ciclismo de pista na prova do omnium serviu também para aumentar o contingente de atletas brasileiros classificados para a Rio-2016. Agora, o Time Brasil, nome com que o COB (Comitê Olímpico do Brasil) batizou a delegação, tem um total de 410 atletas ou vagas asseguradas para a próxima Olimpíada.

Confira neste link as atualizações a respeito dos atletas brasileiros classificados para os Jogos do Rio.



MaisRecentes

Governo rebatiza programa ‘Atleta Pódio”, de olho em Tóquio-2020



Continue Lendo

Tragédia das enchentes no Peru deixa Pan de Lima-2019 na berlinda



Continue Lendo