CBG ganha medalha de ouro em estupidez



Depois de demorar quase uma eternidade para se posicionar a respeito das críticas de maus tratos e negligência médica sofridas pelas ginastas Jade Barbosa, Daiane dos Santos e Laís de Souza, entre outras atletas, a Confederação Brasiliera de Ginástica (CBG) finalmente falou. E meteu os pés pelas mãos!

Em reportagem exclusiva publicada nesta sexta-feira pelo Diário de S. Paulo, a supervisora da CBG, Eliane Martins, disse que a entidade irá processar Jade, Daiane e Laís. “São afirmações que elas vão ter de provar na Justiça para nossos advogados. Falar é fácil, vamos ver como eles vão provar no momento em que forem chamados para o julgamento”, disse Eliane ao repórter José Eduardo Martins, do Diário.

Com a agilidade de um elefante numa loja de cristais, Eliane Martins mostra que a CBG está perdida neste episódio. Desde setembro, quando pipocaram as denúncias de Jade Barbosa, até culminar com a coletiva de Daiane e Laís, reconhecendo que competiram baleadas em Pequim-08, a Confederação optou pelo silêncio. Agora, sai no contra-ataque, sem contudo mostrar argumentos convincentes em sua defesa.

No último dia 24 de outubro, na coluna Diário Esportivo, este blogueiro falava que o silêncio da CBG em relação a este caso nebuloso estava constrangedor. No último sábado, a ESPN Brasil exibiu em seu programa Histórias do Esporte entrevistas reveladoras sobre o caso, trazendo até histórias de pedido de falsificação de idade de uma ginasta. E mais uma vez a CBG se escondia.

Agora, resolveu mostrar a sua cara. Uma cara que estampa covardia e prepotência, escondendo-se atrás de advogados para não ter que assumir seus próprios erros. Lamentável!

Foto: Divulgação/COB



  • Anônimo

    Eu sabia apenas que esse pessoal da CBG era mala. Porém, até o surgimento destas denúncias, achava que eram competentes. Uma pena que a gestão responsável por colocar a ginástica brasileira no primeiro escalão esteja irremediavalemente manchada por falta de valores éticos. E morais.

MaisRecentes

Los Angeles 2024 promete cerimônias em dois estádios. Veja o vídeo



Continue Lendo

Correria japonesa? Brasil já pensa nas oitavas do Mundial de handebol



Continue Lendo

‘Paredão’ Maik deixa Seleção Brasileira viva no Mundial de handebol



Continue Lendo