Carreira de Jade Barbosa está por um fio



O descaso e a incompetência da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) em relação à saúde de suas atletas pode ter uma consequência muito grave. Nesta quinta-feira, o médico da ginasta Jade Barbosa, Sandro Deodato, declarou ao site globoesporte.com que só o tempo poderá dizer se ela voltará a competir em alto nível.

Deodato consultou vários colegas, brasileiros e estrangeiros, durante o Curso de Patologia e Artroplastia Total do Punho, ministrado pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Todos foram unânimes em afirmar que não existe nenhum tratamento para a lesão no punho direito da ginasta.

“O que podemos fazer é pensar em opções para que ela melhore. No momento, vamos aguardar, ver como ela se sai nos treinos”, disse Deodato, para em seguida dar um prognóstico sombrio. “Se ela tivesse outra profissão, seria mais fácil, mas a ginástica de alto rendimento exige muito. Pode ser que ela volte bem, pode ser que não volte. Vamos pensar positivo, mas só o tempo dirá”, completou o médico.

Parabéns, CBG, pelos bons serviços prestados…



MaisRecentes

Qual sua dupla de mascotes preferida para os Jogos de Tóquio-2020?



Continue Lendo

Eliminação no Mundial precisa servir de aprendizado para o handebol do Brasil



Continue Lendo